Lei antifumo no Paraná: Nereu Moura está preocupado com os agricultores

A Assembléia Legislativa vota nesta quarta-feira (19), em primeira discussão, o projeto de lei que proíbe o consumo de tabaco em ambientes fechados no Estado. “Sou favorável à matéria, mas a minha preocupação é com os cerca de 20 mil agricultores paranaenses que vivem da cultura do fumo”, disse o deputado Nereu Moura (PMDB).

Segundo o parlamentar, o fumo é fundamental para quem o cultiva, na maioria pequenos produtores que investiram os recursos em suas propriedades para torná-las economicamente viáveis. Nereu Moura defende que o governo, através de reais incentivos ao homem do campo, possibilite que os fumicultores migrem suas ações para outras culturas, “fato que deve ocorrer de forma natural, nada abrupto, pois leva algum tempo para o agricultor se preparar, caso contrário, injustiças serão cometidas”.

Em relação ao projeto, o deputado peemedebista definiu o voto pela construção dos chamados fumódromos. Estes espaços próprios a serem estabelecidos devem funcionar, na opinião dele, dentro de regras claras para impedir que o não fumante conviva com a fumaça indesejada.

A matéria a ser apreciada nesta quarta-feira estabelece que o fumo ficará proibido em ambiente de uso coletivo, público ou privado. A lei exclui a proibição apenas nos locais de culto religioso em que o uso do fumo faça parte do ritual, nas clínicas de saúde que tenham pacientes autorizados a fumar, nas vias públicas, residências e nas tabacarias desde que essa condição esteja anunciada, de forma clara, na respectiva entrada.

 

Compartilhar

Notícias relacionadas