Lutando por seu bairro: jovem vai à Camara de Itapeva para reivindicar melhorarias para o Alto da Brancal

Na sessão ordinária de segunda-feira, 09, usou o espaço destinado a Tribuna do Povo o jovem Ronaldo Pinheiro da Silva, que representando a Associação de Desenvolvimento Comunitário do Distrito do Alto da Brancal e Adjacências, apresentou algumas reivindicações formuladas pela comunidade. Os pedidos serão encaminhados ao Executivo Municipal através de ofício.


Ao iniciar seu pronunciamento Ronaldo afirmou que nasceu naquele Distrito e que a maioria das conquistas do Alto da Brancal  foram obtidas  através de luta  pela comunidade. Explicou que Distrito tem muitas coisas mas precisa de melhorias no saneamento básico, fábrica de  lajotas para serem utilizadas nas ruas, coleta de lixo, pois atualmente é efetuada apenas uma vez por semana. 
 

Citou o Projeto de Lei dos vereadores Eliel e Margarido a respeito das subprefeituras, mas que  enquanto isso não ocorre os moradores estão aguardando as máquinas para arrumar as estradas. A falta da benfeitoria, segundo esclareceu,  prejudica inclusive o transporte de alunos. Além disso, não existe sinalização, placas com nomes de ruas, entre outras melhorias. Acrescentou ainda, que os Correios não atendem o bairro a contento.

APOIO AS REIVINDICAÇÕES – Por ocasião da sessão vários vereadores se manifestaram favoráveis aos pleitos dos moradores do Alto da Brancal. Roberto Comeron salientou  que as reivindicações são justas e sabe das dificuldades que os moradores passam e que são necessárias providências no sentido de que as mesmas sejam atendidas por parte do Poder Público. 

Margarido parabenizou  os moradores  por estarem atuantes e antenados com todos os problemas e que é preciso reivindicar mesmo. Argumentou que a subprefeitura é uma proposta dos vereadores, mas não sabe se o prefeito irá atender,  colocando a  lei em prática. 

Por sua vez o vereador Paulo Tarzã lembrou que foi o autor da lei que transformou o bairro em distrito. "Foi uma luta difícil, mas resolvemos batalhar pela municipalização da educação no bairro. Queríamos a EMEI e hoje tem também ensino fundamental e ensino médio. O bairro  conta ainda com o PSF". 

O vereador Marmo parabenizou a associação do Alto da Brancal pela organização e afirmou que tem feito sua parte, trabalhando para que aquela comunidade conquiste melhorias. Falou sobre a implantação da municipalização da educação, a fábrica de lajotas que ainda não chegou no Distrito, e o tratamento de esgoto. Comentou a implantação  do transporte de alunos para a cidade, permitindo que os mesmos possam dar  prosseguimento aos seus estudos em Itapeva. 

O Presidente da Câmara Paulo de la Rua assegurou ao orador bem coma a  comunidade presente à sessão que todas  as reivindicações formuladas pelos moradores do Distrito Alto da Brancal serão encaminhadas ao Executivo através de um ofício da Câmara. (Com a Assessoria de Imprensa da CMI).
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas