Mãe também acaba presa no caso da morte do filho de 11 meses por agressões e abuso sexual

 

Pouco mais de um mês após o fato, cumprindo mandado de prisão preventiva, a Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira(19) a acusada NLO, mãe do bebê morto no começo de dezembro com sinais de agressões e abuso sexual, conforme laudo IML.

JRA, O pai da criança e principal acusado, foi preso preventivamente logo após o crime. E na ocasião, por entender que de alguma forma a mãe NLO teria participação no crime, o delegado Fabiano Rueda Amorim, também havia solicitado junto ao Plantão Judiciário de Itapeva a prisão preventiva dela, mas, o Plantão havia autorizado somente a prisão domiciliar onde se encontrava até hoje.

Com a volta do expediente no Judiciário de Itaporanga, o caso foi revisto e a juíza transformou a prisão domiciliar e decretou a prisão preventiva de NLO.

Ela foi encaminhada de Itaporanga para a Cadeia Transitória Feminina de Avaré, e desta será encaminhada para a Penitencia Feminina de Pirajuí-SP, onde ficará à disposição da Justiça até a conclusão das investigações e posterior julgamento.

O caso, em publicações do ItapoNews

07/12/2016 – Horror e o pai é o suspeito: criança de 11 meses é espancada e possivelmente abusada

22/12/2016 – Morte do bebê de 11 meses: laudo do IML confirma as agressões, inclusive o abuso sexual

Compartilhar

Notícias relacionadas