Maus-tratos a animais: GCM de Itararé prende homem em flagrante e resgata cachorro debilitado

Segundo testemunhas, animal estava abandonado há mais de oito dias

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Itararé (SP), através da equipe do Grupamento Especializado na Proteção Ambiental e Rural (GEPAR), prendeu, neste domingo (03), um homem em flagrante por maus-tratos a animais.

De acordo com os agentes, após denúncias, a equipe, juntamente com uma veterinária, se deslocou até o local para averiguar os fatos.

Na casa, foi encontrado um cão, porte médio, com ferimentos no dorso, aparentemente debilitado, em situação crítica de abandono. Após a vistoria, os guardas identificaram que o animal estava sem água, sem alimento, com a casinha de abrigo danificada (sem telhado), além do acúmulo de fezes pelo quintal.

Uma testemunha, que reside nos fundos da referida residência, relatou que a mesma coloca alimentos para o cão, uma vez que o proprietário mudou-se do local há mais de oito dias e desde então não voltou para os cuidados básicos com o animal.

Feito contato com o responsável, o mesmo compareceu ao local e foi notificado da denúncia. Constada a veracidade dos fatos, mediante laudo expedido pela veterinária, o homem foi conduzido ao plantão policial, onde foi preso em flagrante pelo crime de maus-tratos, conforme Lei Nº 14.064/20.

O cão foi resgatado e abrigado na Unipa.

Saiba mais – De acordo com a Lei Nº 14.064 de 29 de setembro de 2020, quando os maus-tratos de animais se tratar de cão ou gato, a pena é de dois a cinco anos de prisão, multa e perda da guarda do animal.

Denúncias – Denúncias sobre maus-tratos a animais podem ser feitas à GCM pelo WhatsApp (15) 3531-2120, inclusive com o envio de fotos e vídeos. A corporação também pode ser acionada pelos telefones 153 ou 199.

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments