Miqueli Michetti: de Santana para a Europa

Graças ao site na internet da  Escola  Estadual Presidente  Castello Branco, da vizinha cidade de Santana do Itararé-PR, foi possível, na sessão de notícias(ex-alunos que se destacam), localizar uma reportagem interessante, escrita por  Priscilla Malaquias de Paula, sobre a ex-aluna do estabelecimento, Miqueli Michetti, que faz doutorado em Sociologia pela UNICAMP e até abril de 2010, permanecerá na Europa – Milão(Itália), Londres(Inglaterra) e Paris(França) – em uma parte de sua pesquisa que trata sobre a moda brasileira diante da globalização, que precisa ser feita no continente Europeu.
Nesse período, em Paris, ela ainda fará um estágio de doutorado na École des Hautes Études em Sciences Sociales.
Miqueli, 26 anos, é filha do itaporanguense Nivaldo Michetti, radicado em Santana, e irmão de Elizardo e Osmaldo Michetti.


“Miqueli estudou o Ensino Fundamental no Colégio Humberto, e segundo relatos de professores foi uma excelente aluna, sempre dedicada, assídua, participativa e de senso crítico aguçado. Após a conclusão do Ensino Fundamental, mudou-se para Jaú-SP, onde cursou o Ensino Médio na Escola Estadual Caetano Lourenço Camargo. Em 2000 ingressou na Universidade Estadual Paulista – UNESP, onde graduou-se em Ciências Sociais em 2003. De 2004 a 2006 cursou Mestrado em Sociologia pela UNESP. Em 2006 especializou-se em Psicologia da Publicidade pela Universidad Complutense de Madrid, em Madri(Espanha). No ano de 2007 deu início aos estudos de Doutorado em Sociologia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, os quais concluirá em 2011.
É importante ressaltar que Miqueli sempre estudou em instituições públicas e que durante todas as fases do ensino superior desenvolveu projetos que receberam bolsas, ou seja, uma espécie de salário para estudar e fazer pesquisas, tendo ainda suas viagens ao exterior custeadas.
Ela é um exemplo para todos nossos alunos. O fato de ter estudado em escolas públicas jamais a limitou, muito pelo contrário, sua determinação, dedicação, disciplina e esforço fizeram com que ela atingisse um nível de estudos que poucos conseguem alcançar”, diz a reportagem. 
Mensagem aos alunos “É difícil conceber uma mensagem quando não se sente como alguém na posição de dar conselhos, afinal, eu sou uma pessoa como qualquer outra. Eu estive na mesma escola que todos vocês, eu sou filha de uma família que construiu a vida em Santana. Se eu posso dizer algo, eu diria que o que me trouxe até aqui foi a convicção de que o mundo vai além do horizonte que eu enxergo da minha  janela.
Se há um mundo para ser conhecido, eu vou conhecê-lo! Se há um mundo para ser tranformado, eu quero participar…
Poderia dizer também que minha carreira está sendo possível porque, embora nem todos saibam, o Brasil tem uma estrutura de ensino superior público notável. Não digo que seja perfeita, já que o acesso é restrito, para citar apenas um problema. No entanto, ela me permitiu realizar várias coisas que julgo interessantes e me impele a querer ir além. É claro que isso exige esforço, dedicação e disciplina, mas eu acredito que sem essas coisas é impossível construir qualquer coisa digna de nota.
Assim, se me proponho a esboçar uma mensagem, ela seria um convite a tentar ‘ir além”… .
Além do que esperam de cada um de nós, além do que a vida parece reservar para cada um de nós. Receio estar sendo um pouco utópica, mas acho que a utopia é parte essencial de uma vida bem vivida, pois ela é a semente da superação dos nossos limites e dos muros que nos cercam. Trata-se de transformar as utopias em projetos e os projetos em realizações. Milha vida não é brilhante ou espetacular., mas ainda assim, se alguém me dissesse, quando eu ocupava os bancos que vocês ocupam agora, que eu estaria onde estou hoje , eu responderia que nãopassava de um sonho. Que sejam bem vindas as utopias, que sejam bem vindos os sonhos!”

 

Compartilhar

Notícias relacionadas