Morre o professor João Castilho, aos 85 anos, de parada cardiorrespiratória

João Batista de Magalhães Castilho teve uma parada cardíaca em sua residência, na Rua Dr. Felipe Vita, por volta das 21h desta terça-feira (1º). Uma equipe do SAMU compareceu, tentou as manobras de reanimação, mas sem sucesso, o levando ao pronto-socorro do Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças, onde foi confirmada a sua morte.

João Castilho era Filho de Oscarlino Figueiredo de Castilho e Maria Cristina de Castilho. Teve os irmãos já falecidos José de Figueiredo Castilho (Frei Arnaldo Maria de Itaporanga) , Maria de Lourdes Castilho, Celso Figueiredo Castilho, e Luiza Antonia de Castilho.

Católico fervoroso, era devoto de São Francisco, e com isso, um franciscano praticante e presente em todos os encontros dos seguidores. Era também muito ligado à Abadia Nossa Senhora de Santa Cruz de Itaporanga-SP (O.Cist.) e aos seus monges.

Era líder da Fraternidade de São Conrado Parzhan, da Ordem Franciscana Secular (O.F.S,) que junto conta com todos os movimentos religiosos e pastorais de Itaporanga-SP, conduzia a construção da Capela Nossa Senhora Aparecida no Bairro Campinho.

Professor de várias gerações de itaporanguenses, era figura pública muito estimada pela população, e colaborava sempre com as instituições sociais e filantrópicas da cidade

Ao longa da vida, ainda muito jovem, enquanto estudava atuou como funcionário dos Correios em Botucatu-SP, até se formar professor de história e dedicado pesquisador.

Foi através do seu trabalho, junto com Levi Mendes, que finalmente, nos anos 90, Itaporanga pode passar a contar com a história real da sua fundação. Depois de muitas viagens e pesquisas ele conseguiu obter uma publicação de 1930, no Instituto Histórico e Geográfico de SP, reproduzindo na íntegra o diário de bordo do Barão de Antonina, que registrava com precisão de data e hora a fundação do Aldeamento de São João Batista, Itaporanga.

Bastante ligado aos seus familiares e descendentes, em 6 de setembro de 2010, João Castilho promoveu o 1º Encontro da Família Castilho, reunindo cerca de 600 pessoas num delicioso almoço no Bairro Maria Nogueira, com presenças de descendentes da família Castilho, descendentes do casal José Alves Pinto de Castilho e de Maria Custódio Vieira de Castilho, que, junto com as famílias Nogueira, Garcia, Alves, Toledo, Magalhães, Veiga, Pinto, Ribeiro e Leite saíram de Minas Gerais e vieram para a então São João Batista do Rio Verde(Itaporanga-SP), em meados do século XIX.

Seu corpo será levado para a Igreja Abacial de São João Batista, onde será velado a partir da 07h desta quarta-feira (02).

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments