Motorista bêbado atropela e mata em rua de Coronel Macedo

Portão da casa destruídoJosé Luiza, a vítima fatalFoi sepultado por volta das 19h deste domingo, 12, o corpo do pedreiro José Luiz Antunes de Almeida, 31 anos, que teve morte instantânea  ao ser atropelado em Coronel Macedo(4.951 habitantes), na Rua Capitão Américo Francisco da Veiga, na altura do número 360,

ontem às 21h por um VW Gol que era conduzido por Gilselande o "Dó" como é conhecido na cidade.

A vítima José Luiz descia com a atual esposa Adriana de Souza, 32 anos. Ambos retornavam da praça onde tinham acabado de comprar lanches para comer na casa. Adriana sofreu ferimentos graves e foi removida inicialmente para o Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Graças, em Itaporanga onde recebeu atendimento e posteriormente, diante da gravidade foi encaminhada para o Pronto Socorro da Santa Casa de Avaré.

Segundo alguns moradores, o condutor "Dó – que estaria embriagado, pois teria passado o dia bebendo – desceu a referida via em altíssima velocidade. Detalhe:  Dó" era amigo de José Luiz Fala-se que o velocímetro do carro(que foi guinchado), ainda bateu em um ônibus que estava estacionado e depois danificou o portão de uma residência, ficou travado marcando velocidade acima de 120Km/h. “Dó” estava em companhia de um colega e ambos fugiram  à pé sem sequer tentarem prestar socorros às vítimas.

O carro teve a porta do lado do passageiro arrancada com o impacto, e falou-se durante o velório realizado na casa da vítima, na Rua Argemiro Vieira de Andrade,  que com o impacto José Luiz foi lançado contra a traseira do ônibus e que pedaços de seus ossos teriam ficado grudados no lugar do coletivo onde bateu. 

Uma vizinha do local do acidente, que assistiu a tudo, chegou a perder a voz, em estado de choque.

José Luiz, que estava no terceiro casamento deixa três filhos. Seu corpo foi velado em sua residência, com grande visitação.

Segundo informou há pouco a Santa Casa de Avaré, Adriana passa bem.

Rua Capitão Américo Francisco da VeigaTrazeira do ônibus  Portão da casa destruído

Velório na residência da vítima

Grande visitação no velório na Rua Argemiro Vieira de Andrade1

Grande visitação no velório na Rua Argemiro Vieira de Andrade2

Compartilhar

Notícias relacionadas