Mutuários da CDHU poderão fazer empréstimos para reformar e ampliar imóveis

Os mutuários da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) poderão fazer empréstimo pessoal no valor de até R$ 7,5 mil no Banco do Povo para reforma e ampliação de seus imóveis.

O financiamento, oferecido de forma articulada entre Estado, prefeituras e os mutuários, é destinado às famílias com renda entre um e cinco salários mínimos. "A parceria dá a oportunidade aos mutuários da CDHU de todo Estado de reformar, ampliar e fazer melhorias que não foram feitas até hoje porque era preciso ajuda financeira. O crédito oferecido vem ao encontro dessa necessidade", afirmou o secretário da Habitação, Silvio Torres.

Podem se candidatar ao financiamento os mutuários da CDHU em todo o Estado que tenham renda de até cinco salários mínimos e estejam em dia com as obrigações contratuais. Os interessados devem procurar o Banco do Povo da sua cidade. A liberação dos recursos será feita em parcela única, com juros de 0,5% ao mês e prazo para quitação de até 36 meses.

Investimento

Na primeira fase do convênio, o Governo de São Paulo investirá R$ 105 milhões para a realização de 12.150 operações de microcrédito nos próximos quatro anos. A Secretaria da Habitação transferirá os recursos e o cadastro dos mutuários ativos da CDHU à Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho, que administrará a concessão dos financiamentos por intermédio do Banco do Povo. Segundo Silvio Torres, em uma segunda etapa do convênio, a expectativa é ampliar o atendimento para todas habitações de interesse social. "Por enquanto, o atendimento será feito para mutuários da CDHU. Depois, queremos atender tudo o que for habitação de interesse social para famílias que ganham até três salários", finalizou. (Da assessoria de comunicação)

Compartilhar

Notícias relacionadas