Na FAFIT, professoras cubanas apresentam temas sobre pobreza e violência contra a mulher

 

Alunos da FAFIT puderam contemplar pesquisas acadêmicas desenvolvidas em Cuba – Alunos do curso de História, Pedagogia e Direito das Faculdades Integradas de Itararé lotaram o auditório Newton Marques, nas dependências das instituição a fim de prestigiarem a 1ª sessão do projeto “Debates Contemporâneos” de 2015.

A temática do 1º debate foi ‘Pobreza e violência: perspectivas latino-americanas’. A primeira convidada a expor seu trabalho foi a professora cubana Me. Ania Pupo Veja. Na ocasião a pesquisadora abordou dados do seu estudo sobre a pobreza nas comunidades rurais de Holguín. Para isso, definiu pobreza como “ausência de condições básicas de subsistência” apresentando um panorama da realidade estudada.

A segunda convidada da noite a expor seu trabalho foi a professora Me. Aida Torralbas Fernández que comentou a legislação envolvendo a violência contra a mulher. Na fala, Torralbas afirmou que em Cuba, ao contrário do Brasil, não existe uma legislação específica relacionada a violência contra a mulher.

‘Lecturas Culturales sobre la violência contra las mujeres em la relación de pareja. El caso de Moa’, foi o título apresentado pela prof.ª doutora Yuliuva Hernadéz Garcia. Nesta temática que encerrou os assuntos debatidos, a cubana apontou os dados obtidos na tese de Doutorado que indicaram a existência de violência e não acesso a determinados espaços sociais pelas mulheres.

De acordo com o coordenador do curso de História, prof. Osvaldo Rodrigues Junior, esse encontro é muito importante, uma vez que possibilita o intercâmbio científico e cultural. “O debate é algo extremamente positivo. Nesse encontro os acadêmicos puderam conhecer uma realidade cultural diferente e ao mesmo tempo compreender a produção científica de Cuba”, destacou Osvaldo.

As conversas para trazer as docentes cubanas para a FAFIT aconteceram há pouco mais de um mês. Segundo informações da Coordenação de História, a indicação do nome das pesquisadoras ocorreu a partir da professora Dra. Andréa Shactae, dos cursos de História e Direito, que esteve em Cuba para desenvolver sua tese de doutorado.

O próximo evento ocorrerá em abril, com data a ser definida pela Coordenação do curso. O tema já foi definido pelos alunos presentes no último debate e será ‘Estado Islâmico’.

O projeto ‘Debates Contemporâneos’ é um evento mensal do curso de História das Faculdades Integradas de Itararé e tem como foco construir um pensamento crítico nos presentes a partir de temas que envolvem a sociedade de modo a permitir que os interlocutores se posicionem em relação à realidade em que estão inseridos. (Da Assessoria de Imprensa da FAFIT)

Compartilhar

Notícias relacionadas