Novo conjunto habitacional é inaugurado com o nome de “Dom Estevam Stork”

Em cerimônia iniciada após as 13h desta quarta-feira (10), foi inaugurado em Itaporanga o novo conjunto habitacional com 55 moradias, que recebeu o nome de Conjunto Residencial “Dom Stevam Stork”, em homenagem ao religioso que viveu no município e deixou história para a comunidade itaporanguense.

A solenidade conduzida pelo secretário de Assistência Social Fernando Marques, contou com os 55 beneficiados e com as presenças do prefeito Zé do Nute acompanhado da esposa e primeira-dama Fátima Nunes Rodrigues, do vice-prefeito Gezuino Rovides, dos vereadores Anderson Massaki Benck, Carlinhos Ambulância, Douglas Benini, Reinaldo Oliveira (Toco), Elias Lagos Alves ‘Pé de Pano’ (presidente da Câmara) ,do prefeito de Taquarituba Miderson Zanello Milléo, dos padres Celso Lourenço de Oliveira e João Batista, de Carlos Ladeira (diretor regional da Secretaria do Estado de Habitação e do CDHU) e de Sandra Cristina de Meira Barreto, funcionária da CDHU.

Ladeira falou sobre custos e sobre o objetivo das moradias do empreendimento , que é o de auxiliar as famílias a saírem do aluguel para a casa própria, com prestações subsidiadas e em valores baixos. Ele disse que sem o auxílio do governo essas prestações chegariam a R$ 800 mensais. “É muito importante que os beneficiados obedeçam o acordo contratual para que não percam esse benefício”, ressaltou ele.

Nomes das ruas – As 4 ruas do conjunto receberam os seguintes nomes: Oswaldo de Oliveira Lara, Luiz Gonzaga Ferreira, Nelson Fieri e Nelson Maranho, em homenagem a esses falecidos que foram por muito tempo moradores da cidade. Familiares desses estiveram presentes. Dina Lara, que estava acompanhada da sua mãe Nazira, do irmão Osvaldinho e da cunhada Néia, falou sobre o seu pai Oswaldo de Oliveira Lara, que foi delegado de polícia, agricultor e grande filantropo, pois em vida, com a sua generosidade, auxiliou com alimentos da sua propriedade, muitos itaporanguenses necessitados.

O padre Celso falou sobre a vida de Dom Estevam e abençoou as chaves das casas dos novos moradores. O padre João Batista lembrou que no ano de 1957, quando Dom Estevam ingressava no mosteiro de Itaporanga, ele (João Batista Carreiro) nascia na cidade de Tuntum, no Estado do Maranhão.

Em seguida as famílias foram chamadas ao palco para receber as chaves de suas moradias, cujo endereço foi sorteado no dia 12 de novembro.
O prefeito Zé do Nute falou sobre a denominação de Dom Estevam Stork ao conjunto: “Primeiro porque foi um grande homem para a comunidade itaporanguense; segundo porque foi ele que fez o casamento dos meus pais e o meu casamento”, disse.

Em seguida, Zé do Nute explicou como ocorreu a compra do terreno que pertencia ao mosteiro, para a construção daquelas 55 casas. “Isso foi em 2012. Estava muito difícil conseguir uma área para isso. Procurei o mosteiro, falei com o padre João Crisóstomo sobre a nossa necessidade para atender os itaporanguenses e ele se reuniu com os demais monges da comunidade, expos o pedido e em seguida entramos em negociação.

O município não tinha condições financeiras de comprar este terreno à vista e ao preço de mercado, que giraria em torno de R$ 800 mil. Os padres acabaram mais uma vez ajudando muito Itaporanga, pois nos venderam a área por R$ 180 mil, facilitados em 18 (dezoito) parcelas mensais. E depois mais uma luta de idas e vindas à Secretaria de Habitação (CDHU) para tratar da parte burocrática, mas finalmente deu tudo certo e hoje estamos aqui inaugurando e entregando as chaves às 55 famílias”, comemorou o prefeito.

Falta terreno de 4 alqueires para mais 200 casas – Segundo ainda ele, para essas casas existiram 1.055 inscritos, e no sorteio ocorrido em março, o secretário adjunto de Habitação Marcos Penido, garantiu mais 200 casas. “Tínhamos pleiteado mais 120 casas e ele acabou autorizando 200 casas, para as quais, desde então estamos lutando para conseguir uma área de 4 alqueires. Está difícil, quando se acha uma, e o interessado fica sabendo que é para a prefeitura, então o preço normal sobe às alturas, inviabilizando a aquisição. Mas, continuamos lutando para conseguir o terreno e construir o mais rápido possível essas 200 casas já aprovadas”, encerrou Zé do Nute.

Como última atividade do evento, as autoridades e os envolvidos se dirigiram a uma das residências e juntos com a sua proprietária adentraram o interior do imóvel para conhecerem as instalações por dentro.

Sobre Dom Estevam que empresta o nome ao conjunto – Dom Estevam (1922-2009), natural da Alemanha, foi combatente na 2ª Guerra Mundial. Em 1956 chegou a Itaporanga onde permaneceu até falecer em 20 de fevereiro de 2009. Foi pároco no município e o 2º abade do Mosteiro Nossa Senhora da Santa Cruz (O.Cist.) . Ver um pouco da sua história

Compartilhar

Notícias relacionadas