Para não prejudicar usuários do hospital, Justiça proibe greve na Unesp e determina a retirada dos grevistas do campus

Por decisão do juiz da 1ª Vara Cível da Comarca de Botucatu, Dr. Marcelo Andrade Moreira foi declarada ilegal a greve organizada pelos servidores da Unesp na Faculdade de Medicina e Hospital das Clínicas. O argumento usado pela ação judicial proposta pela Assessoria Jurídica da Unesp de Botucatu e aceita pelo juiz, foram os riscos que a paralisação estava trazendo aos usuários do hospital.

 O meritíssimo juiz ainda determinou que o Sintunesp (Sindicato dos Trabalhadores da Unesp) retire, em 24 horas, os sindicalistas e manifestantes das dependências do campus. Em caso de desobediência foi fixada multa diária de R$ 10 mil. A decisão judicial, no que diz respeito à proibição das manifestações sindicais, vale para todo o campus de Botucatu, abrangendo dessa forma Rubião Júnior e a Fazenda Experimental Lageado. (Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB e HC/Unesp)


 

Compartilhar

Notícias relacionadas