PIB paulista cresce 2,4% no primeiro trimestre de 2011

Maiores crescimentos ocorreram na agropecuária e na indústria de transformação – Em julho, a Fundação Seade divulgou os resultados das estimativas de variação do PIB paulista no primeiro trimestre de 2011.

Ainda preliminares, as estimativas mostraram crescimento de 2,4 % do PIB paulista, em volume, no primeiro trimestre de 2011 em relação ao trimestre anterior, na série livre de efeitos sazonais.

Segundo o IBGE, o PIB brasileiro elevou-se 1,3 % no mesmo período, ritmo inferior, portanto, ao estimado para o Estado de São Paulo. Tais desempenhos implicaram expansão de 4,2% desse indicador no acumulado do ano, tanto para o Brasil quanto para São Paulo.

Sob a ótica setorial da economia paulista, as variações em volume do Valor Adicionado (VA), no primeiro trimestre de 2011, em relação ao quarto trimestre de 2010, foram de 4,7% na agropecuária, 3,8% na indústria e 1,4% nos serviços. No caso da indústria, destacou-se positivamente a indústria de transformação (4,7%), já que a construção civil apresentou leve retração (-0,2%).

As medidas restritivas de política econômica adotadas no final de 2010 parecem ter surtido efeito em segmentos do setor de serviços, sobretudo no comércio e serviços de manutenção e reparação, cujo VA recuou 0,3%. A expressiva variação real do VA da agropecuária paulista deveu-se à expansão da produção de seus principais produtos, especialmente a soja.
 
Compartilhar

Notícias relacionadas