Polícia: um caso de dano a viatura em frente ao Fórum e outro de menor que agredia o pai e traficava drogas

 

A Polícia Civil de Itaporanga registrou duas ocorrências, sendo a primeira nesta quinta-feira (10) , referente ao caso de um menor, 16 anos, morador na Rua Benedito Ferraz, Vila Alvorada, que agredia o próprio pai e era usuário e traficante de drogas.

Sobre esse, em virtude do filho estar muito agressivo na casa, o próprio pai solicitou ajuda da Polícia para contê-lo.

Em seguida os PMs cabos Miranda e Belutti foram até a residência e com a permissão do pai revistaram o quarto do menor, encontrando sob o colchão da cama uma pochete contendo 28 porções de maconha, sendo 26 tamanho pequena, uma média e uma grande, que totalizaram 187,3 gramas. E na revista pessoal encontraram no bolso de sua bermuda o valor de R$ 7,65 em dinheiro, sendo 2 notas de R$ 2,00, 4 moedas de R$ 0,50, 06 moedas de R$ 0,25 e uma de R$ 0,10 e uma R$ 0,05.

Diante disso, os PMs o conduziram até a presença do delegado José Carlos Fernandes , que entendeu se tratar de ato infracional grave, ratificando sua apreensão, e encaminhando-o para a Cadeia de Paranapanema, onde permanece apreendido aguardando manifestação da Justiça sobre a sua internação ou não num dos estabelecimentos da Fundação Casa.

Ao ver irmãos, após audiência voltarem pra prisão, quebrou a pedrada o vidro da viatura

DSC02899Dano Qualificado – Em outro caso, este nesta sexta-feira (11), por volta das 15h45 o acusado Ronaldo Valério da Silva, 27 anos, apedrejou e estourou o vidro lateral de uma viatura da Polícia Civil que estava em frente ao Fórum de Itaporanga.

Ronaldo passou a manhã nas imediações do fórum, porque foi audiência de seus dois irmãos que estão presos acusados do roubo e agressão da taxista em 02 de março passado . Sabe-se que ele esperava que os irmãos fossem soltos após a audiência, o que não correu.

Após ver a saída dos irmãos escoltados para, em outro viatura voltarem à prisão, ele teria se revoltado e atacado a viatura de Itaporanga com pedras, fugindo em direção ao centro da cidade.

Perseguido pelo próprio investigador Diego que estava com a viatura, momentos depois, com apoio de outros policiais civis acabou preso na SP-281, nas imediações do Bairro da Biquinha. No momento da prisão tentou fuga novamente, sendo necessário uso moderado de força para contê-lo.

Ronaldo, segundo a Polícia, já tinha várias passagens policiais, inclusive uma por ter danificado a porta de vidro da Delegacia de Polícia de Itaporanga.

Apresentado ao delegado José Carlos Fernandes, este o indiciou por Dano Qualificado, ratificou a sua prisão em flagrante e o encaminhou à Cadeia Pública de Sarutaiá, onde permanecerá aguardando vaga no CDP de Cerqueira César, onde ficará à disposição da Justiça.

Compartilhar

Notícias relacionadas