PR: Estado já tem 180 casos de Gripe Suína

Lacen divulga primeiros resultados dos exames da nova gripe no Paraná – 29/07/2009 19:06:53
O diretor-geral da Secretaria da Saúde, André Pegorer, e o superintendente de Vigilância em Saúde, José Lúcio do Santos, anunciaram o novo boletim epidemiológico da nova gripe no Estado que traz os resultados das primeiras amostras analisadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-PR). O laboratório analisou 145 amostras e outras 28 foram realizadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), das quais 94 foram confirmadas. Com estes resultados o Paraná passa a ter 180 casos confirmados da nova gripe.

“O grande número de casos confirmados se deve a grande demanda represada que tínhamos no Paraná. Agora, com o Lacen realizando os exames a tendência é que o número suba. Contudo, estes números não são desta ou da outra semana. São casos que há dias esperavam o resultado”, analisou Pegorer.

Desde 16 de julho o Lacen deixou de enviar as amostras de casos leves para a Fiocruz, por conta disso 1.553 exames estão na fila espera para serem analisados. Destes, 300 ainda estão na Fiocruz e 1.253 serão processados pelo Lacen nos próximos dias. “Depois que conseguirmos regularizar o fluxo de exames poderemos ter uma clareza da situação epidemiológica no Paraná”, complementou o diretor.

Ele afirmou que a prioridade do Estado é a assistência aos pacientes. Os resultados divulgados hoje são de pessoas que já cumpriram o período de isolamento e se recuperaram da doença. “Independente do resultado as pessoas que procuram os serviços de saúde estão recebendo atendimento e o tratamento, seja o sintomático ou com o antiviral, com necessário”, enfatizou.

O Lacen também está analisando os casos de óbito por insuficiência respiratória aguda por causa viral. “Os pacientes que foram notificados como suspeitos e depois evoluíram a óbito terão as amostras analisadas pelo Lacen. Porém o resultado do óbito será confirmado apenas pelo laboratório de referência nacional, que é a Fiocruz. Os pacientes que morreram e não chegaram a ser suspeitos, terão as amostras coletadas pós-morte, que serão analisadas somente pela Fiocruz”, afirmou o diretor.

 

Compartilhar

Notícias relacionadas