Prefeito de Itapeva participa da Semana de Administração da Fafit

De 16 a 20 de maio aconteceu nas Faculdades Integradas de Itararé a Semana de Administração, promovida pelo curso de Administração de Empresas. O evento tem como objetivo proporcionar atividades diferenciadas aos acadêmicos, as quais também deverão agregar mais conhecimentos práticos, como foi a palestra do dia 17, ministrada pelo prefeito da cidade de Itapeva, Luiz Cavani, que aconteceu no auditório “Newton Marques”.


O prefeito abordou o tema Gestão Pública que prendeu bastante a atenção dos presentes, principalmente pela explanação rica em detalhes. 
 
Marcus Vinicius Pereira Gonçalves, coordenador do curso de Administração
de Empresas e Luiz Cavani, prefeito de Itapeva. 
 


Cavani deu início à palestra dizendo que Gestão Pública é respeito ao dinheiro público. “É fazer gestão daquilo que é público para o bem público”, comenta o prefeito.

Em seguida diz que Gestão Pública sem planejamento não existe, e tem de ser feita baseada, acima de tudo, em princípio éticos.

Para os acadêmicos foi de grande valia os exemplos práticos de sua administração, os quais ele apresentou, através de fotos, como por exemplo, a construção de condomínios para retirar famílias que residiam em áreas de risco, fábrica de lajotas, a qual empregou pessoas que dependiam do lixão para seu sustento, construção de creches, postos de saúde, quadras poliesportivas, praças com aparelhos de ginástica para terceira idade em locais antes carentes de condições básicas de sobrevivência. 

Finalizando, Cavani destacou que seu maior desafio foi organizar o município, que hoje considera a maior obra realizada em seu mandato. “Consegui chegar a esse resultado porque faço gestão de recursos humanos. Para mim, é de grande importância o servidor sentir-se valorizado através de salário digno, benefícios e capacitação. Em contrapartida conquisto trabalho sério”, explica. 

Cavani ressalta ainda, que para obter resultados é necessário fazer mais e melhor com menos. “Gastar mais com o cidadão e menos com a máquina administrativa. Entretanto, são necessárias ações integradas. Sem esses fatores não se faz Gestão Pública”, conclui. Por  Vanessa P. Souza Ferraz, da Assessoria de Imprensa FAFIT
 
Compartilhar

Notícias relacionadas