Prefeito recebe direção do Grupo Irizar para discutir ampliação da fábrica de Botucatu

O presidente do Grupo Irizar, Gorka Herranz Landa; o diretor de exportações e ex-superintendente da unidade de Botucatu, Gotzon Gómez Sarasola; o diretor geral da Irizar Brasil, Axier Etxezarreta Aiertza e o presidente do Conselho, José Manuel Orcacitas estiveram reunidos com o prefeito João Cury Neto na manhã desta quarta-feira (16). A pauta do encontro foi o projeto de ampliação da fábrica em Botucatu. Também participaram da audiência o secretário municipal de Desenvolvimento, Ricardo Veiga e o secretário adjunto de Indústria, Paulo Urbanavicius.

 

 

 

Os executivos espanhóis, bastante otimistas quanto a expansão de seus negócios em solo brasileiro, foram informados que a Prefeitura já concluiu o processo de desapropriação de uma área de 450 mil metros quadrados onde será construído o Distrito Industrial IV. No local será viabilizado o projeto de ampliação do parque industrial da Irizar em Botucatu. Para isso, a prefeitura já definiu que a empresa receberá um terreno de 250 mil metros quadrados.

“Este é um momento histórico para o desenvolvimento industrial da cidade. Ficou acertado que entre junho e julho, os diretores da empresa voltarão ao Brasil para que possamos oficializar a doação do terreno. Até lá, aquilo que depender da prefeitura estará pronto”, garante o prefeito João Cury Neto.

A Secretaria de Desenvolvimento já trabalha na contratação do projeto do Distrito Industrial 4, que inclui toda a configuração de parcelamento do solo e infraestrutura do local. “Além da Irizar, teremos condições de oferecer áreas para empresas já estabelecidas em Botucatu, que precisam ampliar suas instalações e para outras que desejam se instalar na cidade. Associado ao futuro Parque Tecnológico, esse grande esforço da Prefeitura amplia a capacidade do município atrair novos investimentos”, afirma Paulo Urbanavicius.

O protocolo de intenções assinado pela empresa espanhola estabelece o prazo de seis meses, após oficialização do compromisso com o município, para apresentação do projeto final de ampliação. Também ficou definido que, até seis meses após a Prefeitura garantir o acesso pavimentado ao terreno, a Irizar iniciará a urbanização do local. A construção dos prédios será executada no prazo máximo de um ano após ser lavrada a escritura de doação da área.

O investimento, na chamada fase 1, permitirá que a fábrica de Botucatu aumente sua capacidade de produção de três para quatro ônibus/dia, com geração de mais 100 empregos diretos. Hoje a Irizar conta em seus quadros com cerca de 560 funcionários na unidade de Botucatu. No prazo de 3 a 7 anos, o objetivo é atingir a marca de seis unidades/dia, com geração de mais 200 empregos diretos e outros 250 indiretos. E no prazo de 7 a 11 anos, outros 200 empregos diretos e 200 indiretos.
“Da forma como o mercado se apresenta para a empresa, acredito que esses números serão alcançados em um espaço de tempo bem menor do que o projetado”, prevê Urbanavicius. 
Da Secretaria Municipal de Comunicação de Botucatu-SP 

Compartilhar

Notícias relacionadas