Professor Nenê questiona possível irregularidade em compra de combustível

Com foco de trabalho na fiscalização das ações do Poder Executivo Municipal, o vereador Professor Nenê (PSB) volta a analisar possível irregularidade na compra de combustível da Prefeitura de Botucatu. Isso porque, após denúncia de pessoas que trabalham na Garagem da Prefeitura, o parlamentar foi até o local para verificar a situação sugerida pelos supostos servidores públicos.

De acordo com o vereador Professor Nenê, no espaço onde funciona a Garagem Municipal – antigo Bosque do Sossego e futura Praça da Juventude – existe um mini posto de combustíveis para a frota pública. “Porém, as bombas não contêm gasolina. Fui até o local e contatei que não existe gasolina no reservatório”, ressalta.

Neste contexto, o parlamentar informa que os veículos da Prefeitura estariam sendo abastecidos em um dos mais conhecidos estabelecimentos do setor na Cidade. “Entretanto, não teria sido feito nenhum procedimento público para escolha da empresa que forneceria o referido combustível aos automóveis do Município”, questiona.

Portanto, destaca o vereador Professor Nenê, a Prefeitura terá de se explicar à população. “Não acredito que estejam ocorrendo irregularidades, mas precisamos investigar para que todos os aspectos do caso sejam esclarecidos e venham a tona”, salienta.
Para isso, o parlamentar destaca que enviará um ofício ao departamento responsável para que sejam informadas todas as situações que levaram o Poder Público a tomar tal atitude em relação à compra de combustíveis, aparentemente, sem licitação.
“Não quero criar polêmica. Por outro lado, fui eleito para isso. A população precisa saber o que tem ocorrido dentro da Prefeitura”, finaliza o vereador Professor Nenê (PSB). 

Assessoria de Imprensa/Câmara Municipal de Botucatu
Foto: André Luís Lourenço/CMB

Compartilhar

Notícias relacionadas