Quilombo do Jaó comemora nova safra

Dos campos do Bairro do Jaó, na zona rural de Itapeva, há tempos não se via brotar tanta fartura. Arroz, feijão, milho, frutas e hortaliças fresquinhas saem direto da terra para a mesa de cerca de 500 moradores do bairro. A comunidade, que há pouco mais de quatro anos convivia com a escassez de alimentos, comemora a boa safra e já se prepara para a primeira festa do milho verde, que deve acontecer até o final deste ano.


“A gente precisava ter o que comer”, lembra Antônio Aparecido de Oliveira Lima, o Cido, presidente da Associação dos Produtores do Quilombo do Jaó. Ele e outras 25 famílias da comunidade atuam em parceria pelo bem do bairro, que aos poucos recebe de volta os que partiram para outras regiões em busca de sustento. “As coisas melhoraram, então muita gente está voltando”, diz Cido.

Nessa parceria, a comunidade também conta com o apoio da Prefeitura de Itapeva, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. Foram cedidos implementos para o plantio, sementes e orientação técnica. “Procuramos assessorar os produtores tanto no momento do plantio como em todas as fases de desenvolvimento das plantas”, explica o técnico da Secretaria da Agricultura, Paulo Roberto de Oliveira Dias. 

A produção é diversificada. Cinco alqueires de feijão carioquinha, cinco de arroz, cinco de milho e meio alqueire de milho verde. Nas hortas, alface, rabanete, cebolinha, entre outras variedades são cultivadas pelas mãos da agricultora Áurea Paula Alexandre, de 57 anos. Com o apoio da jovem Ivone, de 16 anos, a terra é preparada e tratada diariamente. “Tem mais umas sete pessoas que cuidam das hortas’, diz Áurea. 

Social – Os alimentos que não são aproveitados pela comunidade são destinados à Secretaria de Ação Social e distribuídos às comunidades carentes do município. Trata-se do projeto “Verdura e Companhia”, que beneficia mais de 100 famílias.

As famílias interessadas em participar do projeto “Verdura e Companhia” devem procurar a Secretaria Municipal de Ação Social munidas de laudo médico diagnosticando anemia e baixo peso, RG, CPF e comprovante de residência. As cestas são distribuídas todas as terças-feiras, no período da tarde. Juliana Oliveira, da Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Itapeva-SP
 
 
Compartilhar

Notícias relacionadas