Riversul: creche iniciada há 9 anos é finalmente inaugurada

Em solenidade realizada por volta das 10h desta sexta-feira (13), o prefeito Vicente de Paula Garcia inaugurou a Creche Escola Municipal Maria Aparecida de Oliveira Bíglia, localizada na Vila São José.

A construção dessa obra teve problemas, demorou 9 anos e só agora, na atual administração é que ela foi concluída. VEJA MAIS SOBRE ISSO 

Conduzido pela diretora do estabelecimento Daniele Florinda Ruivo, o evento contou com presenças de familiares da homenageada Dona Maria Aparecida de Oliveira Bíglia, que emprestou nome ao local e também com a presença dos vereadores Roberto Bernardo, Osni Correa Machado, Tarcisio Aparecido Bagati e Alessandro Cardoso da Rosa (Sandrinho), do vice-prefeito Elias dos Santos, do ex-prefeito Marcelino Bíglia, da diretora de Educação Luciana Maria Biglia Ferreira, professores, secretários, diretores de departamentos e comunidade.

Após apresentações da Banda Marcial Municipal local, sob a regência do maestro Reinaldo Gomes de Oliveira, e execuções dos hinos Nacional e Municípal (ouça!), foi feita a oração universal do Pai Nosso, e em seguida a diretora Daniele falou sobre a homenageada Dona Cida, e após foi a vez do prefeito Vicente.

Íntegra do discurso do prefeito:

“Quero agradecer a presença de todos aqui neste dia tão esperado.

Muitos nem acreditavam que esse dia iria chegar.

A conclusão dessa obra foi uma promessa de campanha e, com a graça de Deus e a ajuda de muita gente, podemos dizer: prometemos e cumprimos.

A preservação do nome dessa Creche, Dona Maria Aparecida de Oliveira Bíglia, é uma homenagem mais do que justa pelo que Dona Cida representou para Riversul. Quem teve o privilégio de conhece-la conhece também os significados das palavras amor e bondade.

Correndo o risco de esquecer de algum nome, e já peço desculpas por isso, mas temos alguns agradecimentos especiais.

gradeço a todos da Administração pela gestão eficiente que permitiu a aplicação dos recursos aqui nesta obra.

Agradeço a nossa Secretária da Educação Luciana Maria Bíglia Ferreira, e em nome dela a todos os professores, pela compreensão na prioridade que demos para esta obra. Fiquei muito feliz quando ouvi de uma professora: “temos a consciência das dificuldades mas essa creche servirá para muitos dos nossos filhos e netos”.

Agradeço também a nossa Câmara Municipal e a todos os vereadores, que restituíram recursos para a Prefeitura e ajudaram muito para a conclusão dessa obra.

Com a ajuda de todos, hoje podemos entregar à população essa bela obra, sem dúvida alguma, uma das maiores conquistas do nosso município.
Conto com o apoio e a vigilância de todos para a preservação desse patrimônio que é de todos nós”, encerrou o prefeito

Sobre a homenageada Dona Cida

Maria Aparecida de Oliveira Bíglia, Dona Cida, nasceu em Riversul no dia 26 de junho de 1942 e morreu nessa cidade em 06 de maio de 1987, aos 44 anos, vítima de um câncer de útero.

Filha biológica de Manoel de Oliveira (Nequinho) e Maria José Oliveira, ficou órfã de mãe aos 2 anos de idade, sendo adotada pelo casal Francisco Salustiano Rabelo e Carolina Antonia de Oliveira, que a criaram, amaram e muito fizeram por ela. Teve 4 irmãos por parte de pai.

Era católica fervorosa, participava fielmente das atividades da igreja, sendo pregadora do Evangelho e ajudava nas pastorais. Sempre atuava na Semana Santa, na Via Sacra vivia o papel de Maria Madalena, numa época em que grandes atrações teatrais aconteciam na Paróquia de Riversul.

Foi casada com Mercês Bíglia (Chedinho), com quem teve 9 filhos: Emanuel, Adelina, Silvana, Agar, Marcelino, Francisco, João Luis, Ana Carolina e Ana Cecília. Era doméstica e confeiteira no comércio junto com o seu esposo. Era ela quem fazia os doces e bolos que enchiam o balcão da padaria. Era famosa pelos enormes e deliciosos bolos de casamento.

Era pessoa muito caridosa, não só dava aos pobres o que sobrava na sua casa, mas também tirava de si para alimentar, vestir e ajudar a quem precisasse. Foi uma pessoa muito extrovertida, alegre, amorosa e acima de tudo, temente a Deus. O bairro São José, local da creche, foi o mais visitado por ela enquanto viveu e marcará para sempre o seu nome na comunidade.

Essa obra, executada através de convênio do Município com o governo federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfancia), tem capacidade para atender até 240 crianças de creche e pré-escola até cinco anos de idade.

 

Compartilhar

Notícias relacionadas