Riversul: entrevistado, novo prefeito diz que poderá fazer mais pelo município

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Logo que assumiu, depois de verificar com o financeiro, aumentou em 13% o salário dos servidores. Em quase duas horas de entrevista realizada na tarde desta quarta-feira, 21, o novo prefeito de Riversul, o agricultor “Zicão” José Aparecido Gomes(PT), de 78 anos, que era vice-prefeito e assumiu no dia 7 deste mês –  com ordem judicial o lugar do  então prefeito Marcelino Bíglia, 46 anos,  cassado pela Câmara por improbidades administrativas – demonstrou  muita

saúde, dinamismo, disposição e inteligência, mandando definitivamente pra água abaixo o falso conceito que vinha sendo propagado contra ele pelo cassado, seu grupo de seguidores, que o chamavam de botinudo sem condições e inteligência para ser prefeito e administrar a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Usando um bom português, raciocínio rápido e coerência na organização das ideias, Zicão começou avaliando a administração anterior de 7 anos e 2 dois meses e destacou que, comparando com a evolução das cidades vizinhas, e principalmente com as do mesmo porte e orçamento,  Riversul, com 6.076 habitantes ficou parada no tempo, mesmo com as facilidades dos programas e projetos oferecidos pelos governos estadual e federal, através, respectivamente,  das secretarias e ministérios. “Vergonhosamente, infelizmente, Riversul continua lá embaixo, com o senão pior, um dos piores no grupo de municípios mais pobre do Estado”, e na ponta da língua explica, ressalvando porém um pequeno avanço na educação: “Riversul tem IDH – índice de Desenvolvimento Humano – de 0,694.  Agora veja, Coronel Macedo, que é praticamente do mesmo tamanho tem 0,711 e Barão de Antonina 0,706. Nada foi feito para melhorar os indicadores sociais”, diz.

Segundo ele, a frota municipal está sucateada, e os poucos veículos e máquinas que mesmo velhos poderiam estar rodando estão parados por falta de manutenção. “Amanhã(hoje) vou para Itapeva numa reunião do Itesp para regularização da área do Banco da Terra, mas, por não existir um carro oficial em condições de viagem irei com o meu próprio carro porque o melhorzinho, o da Educação terá de ir a Marília para levar documentos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA         Sobre como irá administrar ele informou que se acercou de amigos e pessoas honestas e leais, competentes para formar a equipe. Primeiro estamos organizando os setores, secretarias, conselhos e departamentos, e tratando de oferecer os meios e condições para que esses trabalhem e mostrem resultados. “Não é justo perder verbas(convênios) como tem acontecido, por falta de comprometimento do prefeito e seus subordinados com o povo. Não é justo deixar de cumprir os trâmites burocráticos para obtenção de recursos conseguidos por um vereador de oposição junto ao seu deputado, só para não dar o braço a torcer, mesmo em prejuízo da população”, desabafa.
 
“Nos últimos quarenta ou cinquenta anos estive na política, fui vereador e até presidente da Câmara. Vi o que foi feito de certo e o que foi feito de errado para povo. Agora, no momento estou prefeito, mas não estou aqui por dinheiro. O meu sonho e espero também que seja o de cada integrante da minha equipe e trabalhar bastante para melhorar a cidade, mudar as coisas para melhor, afinal, estamos aqui porque somos empregados do povo, pagos com dinheiro público, que é dinheiro do povo”.

Para Zicão, a Cidade precisa de atenção primeiramente em três setores pela ordem: Saúde, Social e Educação. “Não é justo vermos nossos moradores padecendo por falta de atendimento médico, sendo preciso em alguns casos percorrer longas distâncias para conseguir isso. Temos problemas de falta de emprego e não vamos resolver isso da noite para o dia, mas não é justo ver os nossos moradores menos favorecidos passarem necessidades do básico(alimento) para sobreviverem. Não está certo as pessoas precisarem se humilhar numa fila da Assistência Social para conseguir isso. E como é ficam aqueles que por vergonha não vão na assistência? Morrem ou ficam doentes por falta de alimento?”, questiona.

Para a Saúde o prefeito Zicão informou que o município acaba de ser contemplado com um recurso de R$ 100 mil, através do deputado estadual Dr. Ulisses(PV). “Vamos empregar bem esse dinheiro para que gere de imediato melhorias na Saúde”, garantiu. 

Mas para ele, as coisas não se resumem só nas citadas, mas num todo. “Na área urbana a cidade tem estar sempre limpa, com guias e meio-fio pintados, arborizada, ajardinada e bem iluminada. A cidade está abandonada na periferia. A Vila Santa Terezinha por exemplo existe há quase trinta anos, mas não recebeu sequer meio-fio. Vamos fazer isso na Santa Terezinha e calçar as suas ruas com lajotas que nós mesmos iremos frabricar. Na área rural os produtores precisam de estradas boas, principalmente os galhos que dão acesso às casas do produtores. Além disso vamos atrás do Senar – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural para trazer os cursos e tecnologias disponíveis para o homem do campo melhorar a sua produção agropecuária e com isso ganhar mais. E da mesma forma vamos atrás do Sebrae e Senai para qualificar a mão de obra da nossa população na cidade, porque nenhuma empresa se instala no município se não tiver mão-de-obra qualificada”, informa Zicão.

Sobre moradias, Zicão  informou que Riversul tem um déficit habitacional entorno de 100 moradias. “Nesses poucos dias de trabalho, sem muito esforço conseguimos 50 casas do Programa ‘Minha Casa, Minha Vida’. Mas nossa meta e conseguir 100 casa e zerar o déficit. E tem mais, vou acompanhar a construção de casa por casa, porque quero que sejam bem feitas.

Prefeito Zicão sendo empossado pelo presidente da Câmara Luciano Pinheiro_ao lado o vereador ReinaldoOposição  e Câmara – Sobre isso ele foi taxativo: “O dinheiro é público, portanto para gerar benefício para todos, independente se gosta ou não gosta de mim. Eu te asseguro que ninguém terá privilégios, todos serão respeitados e tratados de igual para igual. Tenha certeza  de que eu e todos da minha equipe trataremos todo mundo bem, dentro do justo e da legalidade. Aqui, tudo está sendo público e transparente e vamos dar ampla publicidade dos nossos atos, conforme determina a lei”.

Sobre o relacionamento com a Câmara ele disse que conta e espera continuar contado com a maioria dos vereadores . É impossível obter apoio unânime em tudo, mas podemos manter o diálogo e com  isso podermos pelo menos tentar oferecer o melhor pra população. Sou muito grato aos vereadores que votaram pela cassação do anterior porque se não fosse eles eu não estaria aqui. Mas também respeito a posição daqueles que não votaram. Estamos numa democracia.  De uma coisa todos podem ter certeza: vamos trabalhar muito nesses poucos meses para tirar Riversul da situação em que se encontra. As contas de janeiro e fevereiro deste ano fecharam no vermelho, mas vamos fazer tudo certo, pagar em dia os fornecedores e não passar mês nenhum em vermelho.

Alguma decepção nessa transição? “Sim. Quando entramos aqui com ordem para assumir, ali na porta do gabinete mesmo encontrei com o Marcelino e estendi minha mão para, em respeito, cumprimenta-lo. Ele se recusou pegar na minha mão e disse: ‘Se eu fizesse isso eu seria muito hipócrita’ e saiu”, contou Zicão que prometeu se reunir com a sua equipe para elaborar um raio-x da situação encontrada na prefeitura, como se encontra agora depois de poucos dias e os planos o futuro, para publicação com mais detalhes.

“Espero mostrar resultado daqui a um dois meses mais ou menos”, finalizou o prefeito Zicão.  

Compartilhar

Notícias relacionadas