Santa Casa de Itararé expõe dificuldades

A Santa Casa promoveu na última quinta-feira(14), na Oficina Pedagógica,  um encontro com políticos, empresários e imprensa a fim de apresentar sua real situação financeira e buscar sugestões e alternativas para o grave problema.


Das dezenas de pessoas formalmente convidadas, apenas uma minoria compareceu, o que mostra o desinteresse geral da comunidade quando o assunto é Santa Casa. Com isso as dificuldades tendem a se arrastar  por mais tempo ou para sempre. 
 

Dos interessados que compareceram, além do prefeito Cesar Perucio, secretários Municipais, vereadores, alguns empresários e imprensa, registrou-se a presença da Associação Comercial, na pessoa de seu presidente Djalma Soares Morais e da Associação para Desenvolvimento Industrial de Itararé, representada por Marcelo Bernardes, segundo secretário dessa associação,  que na ocasião também representava o empresário e presidente Marcelo Canozo.

Após relatado as dificuldades pelo Interventor, Diógenes Lopes Machado, e apresentado algumas ações que visem a busca de recursos que minimize a situação, houve a participação dos presentes que também ofereceram várias sugestões e se prontificaram em dar sua parcela de contribuição na busca de soluções.

Adilson Antonio Meneguella (Mandurí), secretário Municipal de Finanças, falou da preocupação da administração do prefeito Cesar Perucio para com a Santa Casa. Reconheceu ser uma das principais prioridades a ser tratada, e ressaltou o grande amparo que a prefeitura vem direcionando à instituição.  “Mandurí”, em nome do prefeito, conclamou não só a classe do empresariado, políticos e autoridades, mas sim de toda comunidade  para se sensibilizarem com a situação e dêem sua parcela de contribuição na busca de soluções que tire a Santa casa da UTI. 

O secretário disse que estará se  reunindo nos próximos dias com a Câmara Municipal para discutir algumas ações em conjunto que possam contribuir positivamente. “Que a Santa Casa de Itararé passa por graves problemas financeiros todos já sabem. Criticar, atirar pedras e procurar culpados é muito fácil. Mas, se envolver e apresentar sugestões para a solução,  encontramos pouquíssimos.

Devemos nos conscientizar que o problema não é só da Santa Casa, mas de todos nós. Ele atinge diretamente nossa família, nossa comunidade e até mesmo nossa região, pois muitas pessoas de outras localidades procuram atendimento em nossa cidade.

Geralmente quando procuramos a Santa Casa para um atendimento, para nós próprios, para membros de nossa família ou para alguém que conhecemos, exigimos atendimento rápido e eficaz, e nunca tomamos e nem procuramos tomar conhecimento dos custos, das ações e da logística que teve de ser implementada  para se chegar a viabilização de tal atendimento.
Recentemente a Santa Casa recebeu avaliação, pela Secretaria Estadual de Saúde,  de excelente no atendimento. Nota-se aí, que se não houvesse a preocupação em sanar problemas financeiros, o quanto  melhor poderia ser o atendimento para todos nós?

Vamos reconhecer que o grande problema existente não é da Santa Casa, e sim “de todos nós”. E sendo assim, só com a união geral é que venceremos”, dissertou o secretário de Finanças. (Com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Itararé)
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas