Secretário de Saúde será cremado nesta segunda-feira

O médico e secretário de Saúde do Estado de São Paulo desde 2003, Luiz Roberto Barradas Barata, 57, faleceu às 20h50 deste sábado(17) no Instituto Dante Panzzanese, vítima de infarto do miocárdio. Ele estava de férias no litoral, sentiu-se mal, foi submetido a um cateterismo nesse hospital mas, não resistiu. Seu corpo está sendo velado no salão nobre da Provedoria da Santa Casa de SP e será cremado nesta segunda-feira(19) no Cemitério da Vila Alpina em SP.

Nascido em 1953, Barradas Barata formou-se médico pela Santa Casa de São Paulo em 1976 e especializou-se em Saúde Pública em 1978 pela (USP) e em Administração de Serviços de Saúde e Administração Hospitalar pela (FGV). De perfil técnico e avesso à mídia, ele foi um dos criadores do SUS e principal articulador da Lei Anti-Fumo. Nos últimos tempos foi o responsável pela criação das AMEs – Ambulatórios Médicos de Especialidades e estudava a possibilidade de transferir as gestões de hospitais públicos para instituições filantrópicas, como alternativa para melhorar a eficiência no atendimento de saúde à população, mas com controle do Estado.  

Sua última visita a esta região se deu no dia 28 de junho, quando participou da solenidade de inauguração do novo Pronto-socorro do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp.   Nessa ocasião ele declarou que a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp e o HC conseguiram algo raro, que é unir pessoas de diversas esferas de governo em torno de um ideal. “A nova estrutura de urgência e emergência, a nova UTI, tudo isso coloca Botucatu em uma situação singular. O hospital vai poder atender melhor e a faculdade fará mais ensino e pesquisa. Atua nesse projeto um grupo forte, coeso e que busca o bem comum”, citou.

Leia mais sobre essa inauguração

Compartilhar

Notícias relacionadas