Semana Municipal de Prevenção ao Uso de Drogas é sucesso em Itapeva

Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura – Por iniciativa da Secretaria Municipal da Defesa Social, aconteceu em Itapeva a I Semana Municipal de Prevenção ao Uso Indevido de Drogas. O objetivo do evento foi mobilizar, sensibilizar e informar a sociedade sobre as conseqüências do uso de entorpecentes. Segundo a Organização Mundial de Saúde, um dos fatores de risco é a ausência de informações sobre as drogas. 


Foram cerca de 80 participantes, entre as Secretarias Municipais, Diretoria de Ensino, Guarda Municipal e Polícias Militar e Civil. Foram abordados vários assuntos relacionados aos tipos e maneiras de prevenção e classificação de acordo com efeito no organismo e dependência química. Para falar sobre o tema, o delegado titular da Delegacia de Investigação Sobre Drogas Dr. Reinaldo Braga foi convidado a ministrar palestra.

A prática de esportes também foi ferramenta na prevenção ao uso de tóxicos. “O esporte entra como estímulo a vida saudável, além de desenvolver valores morais, éticos, de cidadania e formação de caráter”, diz o secretário municipal de Juventude, Esportes e Lazer Antônio Loureiro. A Secretaria Municipal de Esportes participou da Semana com uma rodada especial da Copa Gospel, numa integração entre o esporte, a religião e a prevenção. O evento contou com a participação de cerca de 800 espectadores.

Com o apoio da Secretaria Municipal da Educação, o Projeto Vivo Feliz Sem Drogas realizou palestras e oficinas nas escolas da rede, além do teatro de fantoches com alunos das E.M. e trabalhos com a Escola da Família.

A Secretaria Municipal da Saúde também expôs trabalhos do Serviço de Atendimento Especializado (SAE) e da Vigilância Sanitária, no Calçadão Dr. Pinheiro. Foi apresentado ainda o projeto Prevenção de Violência e Cultura de Paz, mostrando a violência como um fenômeno sócio-histórico que afeta à saúde pública. A Semana também gerou ações na Casa do Adolescente, com discussões polêmicas como a liberação da maconha, liberdade x responsabilidade e dependência química. 
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas