Simpósio discute a cadeia produtiva da bubalinocultura

Os búfalos se apresentam como uma das alternativas mais promissoras do sistema de produção de carne e leite existentes no Brasil. Atenta a esse panorama a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu, promove o I Simpósio da Cadeia Produtiva da Bubalinocultura, de 9 a 11 de abril, na Fazenda Experimental Lageado. O evento é voltado para estudantes de graduação, pós-graduação, técnicos e profissionais da área e pretende ajudar a divulgar e promover a cadeia produtiva da bubalinocultura, ampliando e atualizando as estratégias de produção e aproximação com o mercado consumidor.

A bubalinocultura é considerada em franca expansão, ocupando cada vez mais espaço no agronegócio brasileiro e mundial, como explica o professor André Mendes Jorge, do Departamento de Produção Animal da FMVZ. “A criação de búfalos surge como uma fonte interessante para atender a exigência crescente do mercado consumidor por alimentos com alto valor protéico”.

Durante o Simpósio serão abordados os seguintes temas: a importância da bubalinocultura para o agronegócio brasileiro; comportamento e bem estar animal; produção e qualidade da carne de búfalos; controle leiteiro como ferramenta para o melhoramento genético; brucelose e leptospirose em bubalinos.
As palestras serão ministradas por pesquisadores e profissionais ligados a instituições como Federação Americana dos Criadores de Búfalos, Associação Brasileira dos Criadores de Búfalos, Universidade de Passo Fundo/RS, Fatec de Botucatu, além da própria Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp.

Também como parte da programação está prevista uma visita técnica ao Laticínio Búfalo Dourado e à Fazenda Santa Elisa, localizados no município de Dourado/SP.

Mais informações podem ser obtidas através do e-mail: [email protected] e dos telefones (14) 9656-1383 / (14) 3641-0779.
 
Site do Simpósio:
www.fmvz.unesp.br/bufalos/Simposio.htm 
  

Compartilhar

Notícias relacionadas