Turismo: ônibus do “Roda SP” passará por Botucatu

Onibus double-decker_creditoFabricioSouzaOP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (3)Frota - Viação SantannaLANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (3)

E mais: Agora, duas empresas de Ônibus fazem o transporte urbano; Delegados do OP Jovem passam por capacitação ; Fiscalização dos parquímetros teve início nesta segunda, 19; Secretaria abre mais 30 vagas para a Corrida Noturna; Confira programação do radar até o dia 23

 

Agora, duas empresas de Ônibus fazem o transporte urbano

LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (1)LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (2)LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (4)LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (5)LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (6)LANÇAMENTO STADTBUS - Foto Nathaly Silvestre (7)

O sonho da população de Botucatu contar com duas empresas de ônibus começou a se tornar realidade neste domingo (18) com o funcionamento do novo sistema de transporte público coletivo e urbano do Município que será compartilhado pelas viações Stadtbus e Sant’Anna.

A Stadtbus irá operar o lote1 [linha amarela], que atenderá as linhas dos bairros. Já Viação Sant’Anna, antiga Auto Ônibus Botucatu, que passará a atender o lote 2 [linha azul], terá as linhas que abrangerão a Cohab, Unesp, Rodoviária, Rubião Júnior e Monte Mor.

A grande novidade que beneficiará diretamente a população botucatuense é que logo no começo dos serviços quase 100% da frota que estará em circulação será zero quilometro, direto da fábrica para as ruas da Cidade. O contrato assinado com ambas as empresas estipula que a idade da frota em operação no Município seja de no máximo dez anos.

GPS e suporte para bicicletas – Na manhã desta sexta-feira (16), a empresa Stadtbus apresentou no Largo da Catedral nove de um total de 30 novos ônibus. Parte da frota foi fabricada pela empresa botucatuense Induscar Caio. Todos os coletivos possuem sistema GPS, são adaptados e acessíveis com elevador e espaço exclusivo a deficientes físicos, idosos e inclusive pessoas obesas.

“A forma mais saudável para a população ter deslocamento em uma Cidade é o transporte coletivo, por isso nossa empresa tem como objetivo atender a expectativa da população botucatuense e trabalhar sempre visando a melhoria do atendimento ao público. Estamos trazendo para Botucatu ônibus novos e com GPS o que vai auxiliar bastante o trabalho dos motoristas da nossa empresa e também a população em relação aos atrasos”, explica o diretor da Stadtbus, Géferson Toletti.

A Stadtbus ainda traz uma novidade para Botucatu: um ônibus com suporte para bicicletas. Segundo Toletti, inicialmente estarão a disposição da população apenas dois coletivos com o suporte mas a empresa colocará quantos forem necessários de acordo com a demanda. “Este suporte possibilita a integração do sistema do transporte na Cidade. Por exemplo, o cidadão pode ir trabalhar de ônibus e levar sua bicicleta e voltar para casa pedalando, isso gera uma liberdade de opções de transporte”, comenta.

Viação Sant’Anna – No dia 2 de fevereiro, a Viação Sant’Anna, novo nome fantasia da antiga Auto Ônibus de Botucatu, também havia apresentado no Largo da Catedral oito de um total de 18 novos ônibus que já estão em circulação na Cidade. Eles possuem chassis Volkswagen, modelo Apache Vip, e também foram fabricados pela empresa botucatuense Induscar Caio.

Com capacidade para transportar confortavelmente 64 pessoas [32 sentadas e outras 32 em pé], os novos veículos da Viação Sant’Anna também contam com elevador e espaço exclusivo a deficientes físicos, idosos e inclusive pessoas obesas.

Treinamento diferenciado – Outro diferencial da nova empresa é que todos os motoristas e cobradores estão passando desde o dia 6 de março por treinamentos que abordaram como transportar pessoas idosas e com deficiências, direção com segurança, cuidados em relação a velocidade e como atender a população da melhor forma possível.

Luis Fernando Marques, motorista há dois anos, afirma que esses treinamentos são muito importantes no trabalho dia a dia junto da população. “Aprendemos como lidar com o público e saber agradar a todos, não esquecendo que devemos tratar as pessoas como gostaríamos que nós fôssemos tratados”, diz o motorista.

Melhoria do serviço – A intenção das duas empresas também é de investir em tecnologia. Ainda neste ano todos os ônibus deverão contar com aparelhos GPS para o monitoramento do sistema de transporte. Assim, possíveis atrasos, quebra de veículo ou mudança na rota da linha poderão ser fiscalizadas em tempo real pela Semutran.

“Essas melhorias previstas em edital estão sendo entendidas pelas duas empresas como algo vital para o bom funcionamento do sistema de transporte, que começará do zero e deverá gerar maior confiabilidade à população”, afirma o secretário municipal de Transporte, Vicente Ferraudo.

O prefeito João Cury Neto classifica que colocar em operação o novo sistema foi um dos maiores desafios da gestão pública em Botucatu. “Nós ficamos felizes de mostrar para a população que a palavra empenhada foi realmente cumprida. Essa concorrência é muito importante para nossa Cidade, ela é a quebra de um monopólio e traz de cara uma inovação para o transporte público. Enquanto uma empresa vem com uma novidade a outra também acompanha, como é o caso do GPS, e assim as duas podem atender da melhor forma os botucatuenses. O governo tem trabalhado muito bem com as duas empresas e este entendimento entre todos com certeza gera uma melhoria para o transporte de Botucatu”, afirma Cury.

Muitos dos investimentos que abastecerão o sistema de transporte público sairão do Fundo de Apoio ao Transporte Coletivo [FATC] que deverá receber uma receita média entre R$ 60 a R$ 70 mil mensais, provenientes do percentual estabelecido na concessão de cada empresa. Os recursos captados pelas outorgas serão geridos por uma Comissão Municipal. Ela irá participar da gestão e fiscalização do sistema de transporte público de Botucatu, que recebe diariamente cerca de 27 mil passageiros.

Integração – Mesmo com a operação das duas empresas o valor do vale transporte de Botucatu permanecerá R$ 2,35. O cidadão que possui o cartão também poderá realizar a integração temporal de uma empresa para outra ou na mesma empresa, sem pagar a segunda tarifa.

O cartão poderá ser adquirido na Central de Atendimento do Consócio do Transporte Coletivo de Botucatu (CTCB), localizada na Rua Curuzu, nº615, no Centro. Outras informações pelo telefone 3815-3243.

Divisão de lotes e empresas operadoras

Empresa: STADTBUS (Lote1) 
101 – Marajoara / Jd. Paraíso
102 – Jd. Brasil / V. Paulista
103 – Sesi / Jd. Brasil  –  Fatec
104 – Sesi / Jd. Bandeirantes   
105 – Sesi / V. Paulista 
106 – Comerciários / V. Paulista
107 – Comeriários / Vital Brasil
108 – Santa Maria / Centro
109 – Cambuí / Centro 
110 – Jd. Itamaraty / Centro
111 – Jd. Continental / Centro
112 – Lageado / Centro 
113 – Jd. Brasil / centro 
114 – Santa Elisa / Centro
115 – Santa Ellisa / Xentro – via Árvore Grande
116 – Pq. Serra Negra / Lageado
117 – Psiquiátrico / V. Aparecida
118 – Bairro / Duratex 
119 – Boilão / Paratodos 
120 – Interbairros – Unesp – Reforço
121 – Interbairros/ Boilão / Sesi / V. Paulista
122 – Anhumas  
123 – Monte Alegre 
124 – ADEFIB 

Empresa: SANT´ANNA (lote 2)        
201 – Cohab / Jd. Paraíso    
202 – Cohab / V. Maria    
203 – Cohab / V. Aparecida    
204 – Cohab / JD. Brasil    
205 – Cohab / V. Paulista    
206 – Monte Mor / V. Assumpção    
207 – Rodoviária / Duratex    
208 – Rodoviária / Vitoriana     
209 – Rubião Junior / Centro – via Pq. Cascatas   
210 – Rubião Junior / Centro – via Café Tesouro – Paratodos    
211 – Unesp / Circular – via Pq. Cascatas    
212 – Unesp / Circular – via café Tesouro   
213 – Unesp / Cohab I     
214 – Unesp / Comerciários    
215 – Unesp / Cohab II     
216 – Unesp / Bairro Alto   
217 – Unesp / Jd. Paraíso    
218 – Recanto Azul / Centro – via Unesp    
219 – Unesp / Jd. Aeroporto    
220 – Unesp / Jd. Reflorenda    

Serviço
Semutran
Telefone: 156 / 3813-3515
Horário de atendimento: segunda à sexta-feira das 7 horas às 11h30 e das 13 às 17 horas.
Site: http://semutran.botucatu.sp.gov.br
 

Fiscalização dos parquímetros teve início nesta segunda, 19

Instalação de parquimetrosA Polícia Militar iniciou nesta segunda-feira a fiscalização da área abrangida pela Zona Azul. O novo sistema de controle de estacionamento, que propõem resolver o problema crônico da baixa rotatividade dos carros que ocupam vagas nas ruas e dificultam o estacionamento na região central está em operação desde o dia 1º de março. Os pouco mais de 50 jovens da Guarda Mirim, que executavam o serviço de venda de talões pelo antigo atual de Zona Azul, foram absorvidos pela Prefeitura de Botucatu.

Até então, agentes da Autoparque, empresa que administra o serviço no Município, têm auxiliado os motoristas nas dúvidas mais frequentes sobre o uso do equipamento. A partir de segunda, a PM poderá autuar aqueles que estão estacionados de forma irregular. “Estamos inclusive aumentando o efetivo policial militar que desempenharão missões específicas no Policiamento de Trânsito na cidade de Botucatu. Também será redobrada a atenção e tomadas as medidas legais para aqueles veículos estacionados em vagas destinadas a idosos e com necessidades especiais”, explica o Major Marcelo Oliveira, Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Caso sejam notificados pelo estacionamento irregular ou expiração do tempo permitido na Zona Azul, o motorista terá a possibilidade de pagar em um prazo de 24 horas uma taxa de R$ 10. Esse pagamento pode ser depositado na própria máquina, por meio de um envelope que será disponibilizado junto com a autuação ou ser efetuado na própria central da Autoparque [Rua General Telles, nº 1331 – Centro]. Se o mesmo não for feito, o condutor fica sujeito a multa de R$ 54 e três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

As motocicletas não pagarão Zona Azul, mas deverão respeitar as cerca de 200 vagas criadas exclusivamente a elas. Por este motivo, uma motocicleta estacionada na vaga de um automóvel poderá ser multada.

Vantagem – A principal vantagem dos parquímetros é poder fracionar o tempo de permanência do veículo estacionado. No modelo antigo, por exemplo, o motorista não tinha a opção de estacionar por 15 minutos. Já com os parquímetros, o usuário pode pagar R$ 0,35 pelos 15 minutos através de um cartão recarregável de créditos, que no dia a dia se torna uma forma mais prática de utilizar o serviço.

O equipamento eletrônico também pode ser usado com moedas que fixam o custo mínimo de R$ 0,70 para a permanência de 30 minutos do veículo ou de até duas horas, pelo valor de R$ 2,80. Depois deste prazo, os motoristas terão de trocar de vaga ou ir a outro local fora do estacionamento cobrado. Caso a pessoa tenha em mãos R$ 0,75, por exemplo, a máquina irá converter os R$ 0,05 excedentes em tempo extra de permanência.

“É uma forma mais justa de cobrança. No modelo anterior você poderia ficar apenas 30 minutos ou uma hora, e mesmo que não permanecesse o tempo total previsto, ainda assim o motorista pagava pelo tempo cheio estipulado. Às vezes o usuário pagava pelo uso de uma hora, mas não chegava a ficar 15 minutos estacionado no Centro, o que era uma desvantagem O motorista também terá tolerância de cinco minutos para regularizar seu veículo. O importante é criar rotatividade, e é o que estamos vendo até agora”, argumenta o secretário municipal de transporte, Vicente Ferraudo.

Área abrangida – Em Botucatu foram instalados 48 parquímetros, a uma distância de aproximadamente 60 metros um do outro, para um total de 961 vagas. O trecho de vias abrangido pelo sistema rotativo, inicialmente, será o da Rua Prudente de Moraes até a Rua Coronel Fonseca [ao lado da Praça Coronel Moura – Paratodos], nos cruzamentos com as ruas João Passos, Amando de Barros e Curuzu; além da Avenida Floriano Peixoto, entre as ruas Djalma Dutra e Tiradentes. De acordo com o edital, há a possibilidade de ampliação da Zona Azul para até 1.800 vagas.

A implantação dos parquímetros vem de encontro com o crescimento da frota urbana. Apenas em Botucatu, até este mês de março, já são aproximadamente 75,5 mil veículos, 48 mil apenas de carros. Estes números se tornam assustadores visto o total da população de Botucatu, que segundo o último Censo do IBGE aponta 127 mil habitantes.

Tecnologia – Os usuários poderão carregar seus cartões magnéticos no próprio parquímetro, como também pela internet ou base da empresa, que já está instalada em um imóvel na região central. Os agentes fiscais estarão equipados com smartphones conectados à internet e a um sistema de GPS, que identificará se determinado veículo está ou não de forma regular na vaga.

Os equipamentos são os mais modernos e utilizados no mundo. Possuem recarga de bateria por energia solar, e através de modems, transmitirão diariamente à Prefeitura, todas as informações sobre arrecadação e manutenção de cada um dos 48 equipamentos. Esse processo garante a transparência e credibilidade do sistema.

A Secretaria Municipal de Transporte receberá repasse de 11,40% referente à outorga do serviço e 100% dos valores arrecadados das multas aplicadas aos veículos que estacionarem de forma irregular. A Prefeitura ainda arrecadará percentual sobre o Imposto de Serviço de Qualquer Natureza (ISS). Esses recursos serão revertidos para melhorias no trânsito do Município.

Sobre a Autoparque – Responsável pela instalação e gestão dos parquímetros, a Autoparque do Brasil tem 15 anos de atuação. A empresa iniciou suas operações em Montevidéu, Uruguai, onde operou durante 12 anos. O início dos trabalhos no Brasil foi há 10 anos, em Jundiaí-SP, e o contrato naquela cidade acaba de ser renovado. A Autoparque do Brasil também atua em outras quatro cidades do Estado de São Paulo: Carapicuíba, Osasco, São Caetano do Sul e Taboão da Serra.

Passo a passo
1) Insira moedas ou o cartão recarregável;
2) Selecione o tempo que o veículo ficará estacionado (no caso de moedas, o mesmo será calculado em função das moedas depositadas, respeitando o tempo mínimo inicial);
3)  A informação de tempo adquirido aparecerá no visor;
4)  No final da transação, será emitido um tíquete para o valor correspondente e com a informação do limite de horário final de uso;
5) O tíquete impresso deverá ser colocado na parte interna do para-brisa do veículo, de modo a permitir ao monitor ou agente de trânsito verificar a regularidade e horário de término para utilização da vaga
 
Dicas importantes
O parquímetro não fornece troco. Porém, os valores depositados são convertidos em tempo de estacionamento;
Introduza na máquina no máximo 24 moedas;
O usuário pode utilizar o mesmo tíquete para estacionar em qualquer vaga da Área de Zona Azul, até o vencimento do horário nele impresso;
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. Aos sábados das 9 às 17 horas, conforme sinalização regular (ver placas);
Valores do estacionamento: R$1,40 (a hora), R$ 0,70 (30 minutos) e R$ 0,35 (15 minutos, somente com cartão recarregável).

Serviço
Para obter mais informações, o telefone de atendimento ao público da Autoparque é o 3813-3983.

Com informações da Assessoria da Autoparque do Brasil

Turismo: ônibus do "Roda SP" passará por Botucatu

Onibus double-decker_creditoFabricioSouzaÔnibus Roda SP

Após temporada no Litoral Norte Paulista, o programa “Roda SP” virá agora para o Centro Oeste do Estado, começando a atuar  até o dia 25 de março. Linhas turísticas, inclusive com ônibus double-decker, irão redistribuir o fluxo de viajantes entre as cidades de Botucatu, Barra Bonita, Bocaina, Igaraçu do Tietê e Jaú.

Os turistas e moradores da região Centro Oeste Paulista poderão optar por duas rotas: azul ou vermelha. A primeira, por exemplo, sairá do Barra Bonita Shopping, passará por Igaraçu do Tietê e terminará em Botucatu, na Fazenda Lageado, onde se encontra o Museu do Café da Cidade. Já a linha vermelha parte do mesmo ponto, Barra Bonita Shopping em direção à Igreja São João Batista, em Bocaina, passando por pontos turísticos da cidade de Jaú, como a Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio.

Na ida, o ônibus do Roda SP passará pela Basílica Menor de Sant’Ana, em Botucatu,  às 10h45, 11h45, 12h45, 14h45, 15h45, 16h45 e 17h45; e no Lageado às 11h15, 12h15, 13h15, 15h15, 16h15, 17h15 e 18h15.
Já na volta, a rota azul sairá da Fazenda Lageado às 9 horas, 11h15, 12h15, 13h15, 15h15, 16h15, 17h15, passando na Basílica Menor de Sant’Ana às 9h30, 11h45, 12h45, 13h45, 15h45, 16h45 e 17h45, rumo à Igaraçu do Tietê e Barra Bonita.

A Prefeitura de Botucatu disponibilizará duas tendas, uma em frente à Escola Estadual Cardoso de Almeida e outra no Museu de Café, para atender aos interessados em fazer o passeio turístico.

Sobre o Roda SP- Este programa de iniciativa da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo percorre todo o Estado, com o objetivo de integrar os destinos com maior facilidade e otimizar a atividade turística. Com uma única passagem no valor de R$ 10, o viajante ganhará uma pulseirinha, válida para ser usada por um dia todo, e poderá escolher os pontos turísticos que desejar conhecer entre as duas rotas pré-definidas.

O Roda SP encerrou a temporada no Litoral Norte Paulista no dia 4 de março com a aprovação do público da região. Centenas de turistas foram atendidos nos nove dias de funcionamento desta fase de programa. “É um produto turístico extremamente útil e barato, que facilita o passeio dos viajantes e redistribui o fluxo de pessoas entre as cidades vizinhas”, explica o secretário de turismo do Estado de São Paulo, Márcio França.

Serviço
Subsecretaria Municipal de Turismo
Praça Prof. Pedro Torres, 100, Centro
Telefone: 3811-1488
 

Secretaria abre mais 30 vagas para a Corrida Noturna

Devido a grande procura e muitas pessoas terem deixado para última hora para fazer as inscrições para a Corrida Noturna em comemoração aos 157 anos de Botucatu, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer decidiu abrir a partir da próxima segunda-feira (19) mais 30 vagas para a competição.

As inscrições para estas vagas devem ser feitas pessoalmente no Ginásio Municipal “Dr. Mário Covas Júnior”, das 8 às 11 horas e das 13 às 17 horas.

No ato da inscrição o interessado deve estar munido de um documento de identidade e um litro de leite longa vida, que será doado para entidades sociais.  No caso de participantes menores de 18 anos, as inscrições deverão ser feitas por um responsável, que também deverá apresentar o documento de identidade.

O Secretário Municipal de Esportes e Lazer, Marcelo Marcolin, ressalta que como as vagas são limitadas assim que for atingido o número de inscrições estabelecidas, elas serão encerradas.

Sobre a Corrida Noturna – A prova realizada pela Prefeitura de Botucatu com o apoio da Acob acontecerá no dia 13 de abril, às 19h30, com o percurso de cinco quilômetros. A largada será na Praça República do Togo (Misericórdia) e seguirá pelas avenidas Dom Lúcio e Pedretti Neto. Em 2011, a competição reuniu mais de 260 participantes em uma noite bastante agradável e foi muito elogiada pela população.

Em 2012 a novidade é que a prova pontuará para o Circuito de Corridas de Rua de Botucatu. No final do ano serão premiados os três primeiros atletas das várias faixas etárias com maior número de pontos. Para o circuito já estão confirmadas as provas do dia 24 de junho (Corrida Criativa) e 27 de julho (Corrida Super 12 do Bombeiros).
Os cinco primeiros nas categorias masculino e feminino serão premiados com troféus e todos os concluintes receberão medalha e camiseta do evento. A prova também terá cronometragem com utilização de chip.

Serviço:
Secretaria de Esportes e Lazer – Ginásio Municipal “Dr. Mário Covas Júnior”
Rua Maria Joana Félix Diniz, 1585 – Vila Auxiliadora
(14)3882-6261 / 3882-8100

Confira a programação do radar até o dia 23

A Secretaria Municipal de Transporte (Semutran) comunica que na próxima semana o serviço de fiscalização eletrônica estará em diferentes pontos de Botucatu: segunda- feira (19) Avenida Pedretti Neto; terça-feira (20) Rua José Barbosa de Barros; quarta-feira (21) nas ruas Visconde do Rio Branco e Campos Salles, próximo ao trecho de encontro com a Avenida Vital Brazil; quinta-feira (22) novamente na Rua José Barbosa de Barros e na sexta-feira (23) na Avenida Raphael Laurindo.

Sobre a fiscalização eletrônica – Um profissional capacitado da Semutran realiza estudos técnicos das vias que podem receber o auxílio desta tecnologia, que fotografa o veículo no dia, hora e local exato onde foi cometida a infração.

Como a proposta é de disciplinar o trânsito, a Semutran informa sempre em seu site [http://semutran.botucatu.sp.gov.br], de forma antecipada, todos os dias e locais onde estará instalado o radar. A intenção é que os motoristas simplesmente respeitem os limites de velocidade todos os dias, como prevê a Lei de Trânsito, independente onde esteja o radar.

Infrações – A multa pelo excesso de velocidade varia de acordo com a infração cometida. Quando o motorista ultrapassa a velocidade em até 20% do limite estabelecido, a multa é de natureza média, custa R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação. Acima de 20% até 50% da velocidade prevista, a multa é considerada grave: R$ 127,69 e cinco pontos na CNH. Caso o condutor atinja velocidade acima de 50% do definido para a via, o ato é entendido como gravíssimo, a multa chega a R$ 574,72, e o direito de dirigir é suspenso imediatamente.

Serviço – A Semutran atende a população pelo telefone gratuito 156, com críticas, sugestões e elogios que também podem ser feitos pelo telefone 3813-3515. O contato ainda pode ser estabelecido através da internet com envio de e-mail para o endereço “[email protected]”. O horário de atendimento da Semutran e do telefone 156 é de segunda à sexta-feira das 7 horas às 11h30 e das 13 às 17 horas.

Delegados do OP Jovem de Botucatu passam por capacitação

OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (1)OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (2)OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (4)OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (5)OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (6)OP JOVEM - Visita Assembléia Leg e Palácio dos Bandeirantes - 14-03-2012 (7)

Os cerca de 350 delegados que representam 23 escolas de Ensino Médio, públicas e particulares de Botucatu, dentro do Orçamento Participativo [OP] Jovem, passaram por capacitação neste sábado (17). O encontro foi realizado na Escola Técnica “Dr. Domingos Minicucci Filho” [Industrial]. Os estudantes assistiram a palestras relacionadas ao mercado de trabalho e o protagonismo do jovem na sociedade.

Na última quarta-feira (14), mais um grupo de 40 delegados indicados pelo OP Jovem foi em excursão ao Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista e conheceu as atribuições do Poder Executivo Estadual.

Os jovens botucatuenses também estiveram na Assembleia Legislativa do Estado, onde receberam informações sobre as funções e atribuições do Parlamento Paulista e puderam acompanhar o trabalho dos deputados em plenário.

“Todas as etapas do OP Jovem estão sendo cumpridas e com sucesso. A Administração Municipal quer estimular a participação dos jovens, que tem opinião e voz ativa”, afirma coordenador do Orçamento Participativo, Paulo Sérgio Alves.

Sobre o OP Jovem – Desde o final do ano passado, a Prefeitura de Botucatu tem organizado palestras com a participação de aproximadamente 3 mil alunos do Ensino Médio. O OP Jovem é um novo braço do tradicional OP, um trabalho de consulta e debate com a comunidade, interrompido em 2007, mas retomado em 2011 pela atual administração municipal com uma série de modificações, com a finalidade de ampliar a participação popular e tornar mais democrático o processo de decisão sobre os investimentos a serem realizados em Botucatu.

Para se ter ideia, para este ano foram reservados pela Prefeitura, através do OP, R$ 5,7 milhões, valor recorde na história do Município, que serão investidos em obras avaliadas como prioritárias por cada região.

Já neste modelo voltado aos jovens, o Poder Público também busca estimular o exercício da cidadania. A Prefeitura irá disponibilizar R$ 100 mil do seu orçamento, que serão divididos pelas escolas incluídas no projeto. Os jovens delegados escolhidos terão a missão de debater as necessidades de cada unidade educacional e, juntos, avaliarem as prioridades de cada uma. Isso será realizado nos dias 24 e 25 deste mês, quando os delegados do OP Jovem percorrerão as escolas na chamada “Caravana da Cidadania”.

Na sequência, será organizada uma Conferência Municipal da Juventude que terá o objetivo de elaborar diretrizes das políticas públicas voltadas para a juventude botucatuense, nas esferas estadual e federal, além de oficializar a criação do Conselho Municipal da Juventude. (Da Secretaria de Comunicação de Botucatu)

Compartilhar

Notícias relacionadas