Unesp Botucatu se manifesta sobre denúncias de trote violento

Em nota divulgada no final da tarde desta segunda-feira(05), o Grupo Administrativo do Câmpus da Unesp, informa o seguinte: “Em relação às denúncias de trote violento veiculadas pela imprensa nas últimas semanas, o Grupo Administrativo do Câmpus (GAC) da Unesp – Câmpus Botucatu – constituiu, dia 30 de abril, uma Comissão Central de Sindicância para apuração e eventual punição de denúncias recebidas a partir daquela data.

Quanto às informações sobre trotes veiculadas em mídias sociais, apesar da dificuldade de apuração motivada pela falta de denúncias formais, a Comissão se compromete a buscar mecanismos alternativos e eficientes de investigação, levando em conta que cada sindicância demanda tempo de apuração, direito ao contraditório e ampla defesa ao acusado.

A Comissão enfatiza também que a punição para os infratores, regulamentada pela Resolução Unesp nº 86, de 4 de novembro de 1999, que dispõe sobre a proibição do trote na Unesp, varia conforme a gravidade do caso, podendo chegar à expulsão”.

Botucatu, 5 de maio de 2014
Grupo Administrativo do Câmpus (GAC) – Unesp Botucatu

Compartilhar

Notícias relacionadas