Barão de Antonina (SP): Vereadores não aprovam projeto que proibia fogos de artifício na cidade

Enquanto muitos municípios legislaram proibindo os então tradicionais rojões que em épocas festivas aterrorizam crianças, principalmente os autistas em todas as idades, os quais sofrem muito e entram em pânico desesperador e chegam a ter convulsões com os estampidos, idosos doentes, aves, animais, principalmente os cães que têm ouvidos sensíveis, Barão de Antonina (SP), desperdiça a oportunidade de se evoluir e rejeita um projeto de lei proibindo isso, e segue com o direito de soltar rojões e de aterrorizar, mesmo sabendo do grande mal que isso faz à saúde das pessoas e animais de estimação.

Por 5 x 3, vereadores do município rejeitaram na sessão de segunda-feira (15) o Projeto de Lei Legislativo, que tratava sobre proibição de queima, soltura e manuseio de fogos de artifícios e artefatos pirotécnicos de alto impacto sonoro, teoricamente classificados como fogos de estampidos e artigos explosivos no município, da vereadora Fabiana Alves Maia.

“O presente projeto de Lei Legislativo, prende-se ao fato que somos conhecedores que em nosso município existem crianças e idosos que tem sofrido com os barulhos causados em eventos ocorridos em espaços públicos e privados com os efeitos de estouros de explosivos sonoros ruidosos, comprometendo assim o bem estar social das pessoas.
Ademais, devemos ressaltar outro fato de suma importância para aprovação deste Projeto de Lei, são os danos causados nas audições de animais, em especial os cães, sendo que os aparelhos auditivos destes são muito sensíveis”, ressaltou em sua justificativa a vereadora Fabiana.

Votaram contra: Kayo da Ambulância, Eduardo Júnior, Tequila da Ambulância, Letícia da Samambaia e Tiago da Vila;

Favoráveis: Fabiana Alves (autora), Amélio Azevedo e José Carlos Bio

O presidente Câmara, Célio Melo, não precisou votar. Ele só votaria se ocorre empate.

Ao final, na palavra livre, sobre o resultado da votação da sua propositura a vereadora comentou:

“Temos duas palavras para este momento:

DECEPÇÃOnão minha, mas da grande parte da população que esta esperando a aprovação deste projeto, que está respaldado no Projeto de Lei Federal 6881/17 que também está incluso nos Crimes Ambientais.

INJUSTIÇApois tenho certeza que o projeto não foi nem analisado pelos nobres colegas, que estão votando contra, apenas por motivos políticos. Vale lembrar que a campanha acabou e que em conversa com alguns vereadores e também com o prefeito, deixamos claro que iríamos trabalhar em prol da população e do crescimento do município, mas como não faço parte do conchavo político desse grupo, estão tentando calar a verdade e a transparência, mas tenham certeza que irei fazer tudo que a Lei me permitir, e daqui 180 dias o projeto volta para apreciação novamente.

Isso é um ataque à inteligência do povo de Barão de Antonina. Lamentável, vale lembrar que faço parte da minoria, mas não vou me deixar vencer por pressão política, que aceita uma votação orquestrada.

Lembramos que moramos numa cidade pequena e que as conversas, sejam elas pelo watsaap, nos grupinhos embaixo de árvores, elas chegam a quem é de interesse.

Então munícipes, quando seu animal, ou seu filho, idoso, acamado se sentir incomodado com os estouros dos rojões, essa perturbação desnecessária, lembrem-se que dia 15/02/2021 esse projeto foi rejeitado pela maioria dos vereadores, que não tiveram seriedade nenhuma com a população.

Faço aqui minha obrigação, espero que não restem dúvidas de que irei sempre exercer a liberdade e combater as injustiças, mas o trabalho continua.

Deixo uma frase para reflexão: Não sejamos reféns da ignorância!”, finalizou.

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 Comentário
mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
jose de paula
jose de paula
17 de fevereiro de 2021 07:57

que tristeza uma cidade tao pequena continuar andando pra traz