O itaporanguense Douglas, ex-Coritiba e Guarani dentre outros agora está no Azerbaijão, no Khazar Lankaran

Douglas_goleiroDouglas com a famíliaKhazar LankaranDouglas e companheiros de equipe

O itaporanguense/baroniense(dupla naturalidade, com Itaporanga e Barão de Antonina, pra não ter briga desta vez) Douglas Leite, 33 anos, atleta profissional como goleiro, e que já defendeu vários clubes brasileiros, entre eles o Guarani e o Coritiba, e na Europa atuou no futebol português, desta vez, por uma proposta melhor, partiu de Santa Catarina para o Azerbaijão, onde atua Khazar Lankaran e está muito feliz por ajudar o clube a ganhar a Supercopa, que não vencia há 5 anos.

Numa rápida entrevista pela internet, Douglas que é casado e tem um casal de filhos falou ao ItapoNews. Ele é filho Edmilson Gonzaga Leite e Zilbete.

Como é a vida aí no Azerbaijão?

Viver aqui é bem tranquilo. Vivemos em Baku, capital do pais, com pouco mais de 2 milhões de habitantes. É uma cidade que oferece de tudo, tem ótimos shoppings, parques e felizmente é um país muito seguro. O frio que está começando agora é o que dificulta um pouco.

E como é a cultura do país?

É um pais muçulmano e por isso exige muito respeito, pois, algumas atitudes ou gestos normais para a gente pode ofendê-los. De três a quatro vezes ao dia eles param para rezar. Mas, é um pais mais liberal onde as mulheres vestem roupas normais, sem a obrigatoriedade do uso da burca.

E  você e sua família, esposa e filhos, já se acostumaram no novo país?

Estamos nos acostumando muito bem, até porque, estamos acostumados a mudanças. Minha filha está na escola e se adaptando com a nova cultura também.

Alimentação, como é a culinária do país?

A culinária azeri é diferente, mas minha esposa trouxe bastante alimentos aí do Brasil, tipo feijão, que aqui não tem. Então, quando estou em casa como comida brasileira e quando estou viajando ou concentrado fora como o que tiver, o que for oferecido aos demais integrantes do time.

*Nota do ItapoNews: de acordo com o Wikipédia, a refeição azeri começa tradicionalmente com um prato de verduras aromáticas – hortelã, endro, salsa, aipo, estragão, manjericão, sálvia, tomilho acompanhados pelo pão típico, o chorek. Carnes de carneiro, peixes, carne de vaca e galinha, com salada de tomate, pepino, pimenta malagueta, coentro, manjericão, iogurte e queijo. Os temperos principais são sal, pimenta e o sumagre(um tempero adocicado, vermelho escuro com sabor de flores.

Sobre o futebol, os treinos e as condições de trabalho aí?

O futebol aqui é como em qualquer parte do mundo; se treina menos que aí no Brasil e os jogos acontecem nos finais de semana. As condições são muito boas, o clube oferece ótima estrutura para os jogadores. E acabamos de ser campeões da Supercopa, um título muito importante aqui, e o meu time, o Khazar Lankaran, não era campeão há 5 anos. Então, estamos todos muito felizes. O Campeonato Nacional termina em maio do próximo ano.

E a comunicação, é fácil pelo fato da língua diferente?

No futebol é meio que universal, né? Falamos – ou tentamos – falar o inglês no campo e nos treinos. Tem um tradutor para ajudar os brasileiros. Fora de campo é complicado, pois poucos azeris falam inglês e então tem de ser por mímica, gestos, sons. E chega a ser engraçado.

Mensagem final

Enfim, só tenho que agradecer a Deus por esta oportunidade, e agradecer sempre minha família – grande parte mora aí em Itaporanga – pela força de sempre, e pelos amigos daí que sei, torcem muito por mim. Obrigado mesmo e um grande abraço. 

Azerbaijão – Ex-integrante da extinta URSS, o Azerbaijão é um país muçulmano, com pouco mais de 9 milhões de habitantes, localizado no Cáucaso, na fronteira entre a Europa e a Ásia. Inclui uma área principal, junto ao Mar Cáspio, e o enclave de Nakichevan, a sudoeste. O território principal limita a norte com a Geórgia e a Rússia, a leste com o Mar Cáspio, e do outro lado com Turquemenistão, ao sul com o Irã  e a oeste com a Armênia e o enclave de Nakichevan da Turquia. A sua capital é Baku( 2.045.015 habitantes), distante de Itaporanga-SP, 12.580 quilômetros em linha reta. O inverno lá é muito rigoroso. Neste mês de outubro, a máxima não passa de 14ºC e a mínima chega ficar em torno -46ºC.

Veja algumas matérias que o ItapoNews já publicou sobre Douglas

Itaporanguense pai de uma das vítimas de Rogério Ceni ganha uma bola autografada pelo goleiro-artilheiro

Campeonato Brasileirão: confira entrevista com o itaporanguense Douglas, goleiro do Guarani

Itaporanguense é o goleiro do Guarani que joga contra o Corinthians

Compartilhar

Notícias relacionadas