Avaré reconstrói escola demolida

Prefeito de Avaré A administração municipal de Avaré, atendendo ao apelo de cerca de 120 pais que possuem seus filhos estudando na Rede Municipal de Ensino em um prédio com pouca estrutura, está reconstruindo a EMEB Licínia de Oliveira Guazelli, demolida sumariamente.Nem mesmo as manifestações na Câmara Municipal e as lágrimas desses pais foram,

na época, suficiente para evitar a demolição da escola.

Com a demolição, os alunos que ali estudavam foram transferidos para o prédio do Centrinho, construído especificamente para atender crianças portadoras de necessidades especiais, o que diminuiu o número de alunos atendidos de 150 para 120.

Demonstrando, mais uma vez, sua preocupação com uma educação de qualidade e visando garantir um atendimento digno para as crianças, o prefeito Rogélio Barcheti e a secretária de Educação Lúcia Lélis, estão reconstruindo a EMEB Licínia Guazelli, uma obra moderna, estimadaem aproximadamente R$ 1 milhão, com previsão de término para abril de 2012.

Após sua conclusão, o prédio terá sua capacidade duplicada e passará a atender 300 crianças, trazendo os alunos que hoje estudam no prédio do Centrinho de volta ao local. Assim, o município deixará de locar o atual Centrinho, gerando economia para os cofres públicos.
A OBRA
Com1.088,15 m²de área total construída, a obra está dividida em três áreas: pedagógica, administrativa e convivência. A área pedagógica possui 8 salas, sendo 6 salas de aula com área útil de47,25 m², 1 sala de informática e 1 sala de leitura. A área administrativa possui diretoria, secretaria, almoxarifado, coordenação pedagógica, depósito de material pedagógico, sala de professores e banheiro para professores. Por fim, a área de convivência possui pátio coberto, sanitários masculino e feminino, refeitório fechado de72,90 m², cozinha, despensa e sanitários para funcionários.

Vale ressaltar que a escola foi projetada contemplando todas as exigências de inclusão social, tais como rampas de acesso e banheiros adaptados. Além disso, o projeto preservou todas as árvores existentes no terreno, que hoje fazem parte de dois jardins, uma demonstração de respeito da atual gestão para com o Meio Ambiente.

Mutirões de capinação e roçada são realizados em Avaré

Em atendimento às diversas reclamações da população avareense relativas ao excesso de capim em vias públicas e terrenos baldios, a Prefeitura Municipal da Estância Turística de Avaré, através de sua Secretaria do Meio Ambiente, está realizando um intenso trabalho de capinação e roçada em todos os bairros do município.

Visando uma ação rápida e eficaz, as Secretarias Municipais do Meio Ambiente, Obras, Transporte e Sistema Viário se uniram no intuito de montar um cronograma de ação para a realização dos respectivos serviços. O cronograma contemplará uma proposta centro/bairros, ou seja, iniciou-se pelo centro da cidade para, após, contemplar os demais bairros. A capinação do centro da cidade já foi concluída.

A Estância Turística de Avaré possui800 kmde vias públicas e o mutirão, em menos de 20 dias, já concluiu a capinação de 30% de toda a extensão, o que significa12 Kmcapinados diariamente. O capim, nessa época do ano, cresce cerca de3 centímetrosao dia, porém o Governo Municipal está tomando medidas para manutenção do serviço.

Em relação ao serviço de roçada, a Secretaria do Meio Ambiente informou que está realizando mutirões nos bairros, destinando todo o maquinário ao local e somente o deixando após a conclusão dos serviços. Desta forma, de 3.000 lotes vagos em Avaré, 30% já foram roçados.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente pede a toda população que não jogue sofás em córregos, lixo em vias públicas, auxiliando, desta maneira, a manutenção da limpeza pública municipal.

Compartilhar

Notícias relacionadas