Mãos à obra em Botucatu segue em rítmo acelerado na COHAB 1

Nesta semana, a equipe de pavimentação da Secretaria Municipal de Obras voltou ao Conjunto Habitacional Humberto Popolo (Cohab 1) como forma de continuação dos trabalhos pelo programa “Mãos à Obras”, que preveem pacotes de investimentos voltados à melhoria de infraestrutura e urbanização em diversos bairros de Botucatu.


Uma nova capa asfáltica começou a ser aplicada numa das principais avenidas da Cohab 1, a Dr. Jayme de Almeida Pinto. Já foi contemplado o trecho entre a Rua José Maurício de Oliveira, próximo à praça Dib Jorge Saad até quase o entroncamento com a Avenida Mário Barberis.  Vias que cruzam a Jayme de Almeida Pinto, como a Rua 19 [em frente à Praça Padre Bento] e Pracinhas de Botucatu já receberam novo pavimento. Outras ruas também começaram a serem preparadas em sua base antes da aplicação da massa asfáltica e devem ser concluídas nos próximos dias.

A Cohab 1 é o primeiro bairro de Botucatu a ser contemplado pelo Mãos à Obra, lançado no final de abril deste ano. O programa prevê o investimento de R$ 2.381.500,00 para o recapeamento de todas as ruas da Cohab 1, incluindo a duplicação da Avenida Mário Barberis, o que totalizará 127.040 m². As primeiras ruas onde o serviço já foi concluído ficam no trecho entre a Avenida Mário Barberis e Rua Márcia Aparecida Gualhardo. São elas: 36; Onofre Martins; Otacílio Bernardino de Campos; Taquarituba; João Menino Martins; Pedro Correa; João Batista Martins; Ricieri Paganini; Jorge Calixto; Professor Áureo Fernandez Leite; J Serra Neto e Bahig Hachuy.

Sobre o programa – O programa Mãos à Obra ainda prevê investimento em recapeamento superior a R$ 8 milhões. Com isso, mais de 333 mil metros quadrados de asfalto, em diversos bairros da cidade, serão recuperados ainda este ano. Corredores importantes para o trânsito, como as ruas João Passos e Rangel Pestana, também serão contemplados.

Entre outras obras anunciadas estão a construção da ponte na Rua Conselheiro Rodrigues Alves, que ligará a Vila Jardim e o Lavapés; a construção da marginal que se estenderá do Recinto JVC até próximo a entrada do novo Fórum e que também servirá ao futuro shopping center; a urbanização de trecho da Avenida Júlio Vaz de Carvalho, no Jardim Continental; pavimentação de trecho da avenida Perimetral, no Jardim Ciranda para futura ligação entre as rodovias Marechal Rondon e Alcides Soares, que vai tirar parte do tráfego de veículos das ruas Curuzu e Amando de Barros e construção da avenida de acesso ao novo Fórum, primeira etapa do projeto que prevê a ligação da Rodovia João Hypolito Martins com Rubião Júnior.

Para pavimentação asfáltica serão destinados algo em torno de R$ 4 milhões beneficiando bairros como Lavapés, Jardim Riviera, Jardim Santa Elisa, Jardim Aeroporto, Parque dos Pinheiros, Parque Tupi, Santo Antonio de Sorocaba, Vila Paraíso, Vitoriana, Convívio, Jardim Brasil, Jardim Peabiru, Jardim Real Park, Jardim Itamaraty, Jardim Mirante, Vila Foglia, Altos do Paraíso, Colinas do Paraíso e Rubião Júnior.

No tocante a galerias de águas pluviais, a projeção para este ano é de executar a construção de cerca de 10 mil metros lineares. Outras ações importantes estão programadas. A equipe de limpeza pública será reforçada passando de 75 para 120 trabalhadores. E a venda através de leilão de cerca de 100 imóveis que hoje pertencem à prefeitura viabilizará recursos para serem aplicados em projetos e novas obras de infraestrutura. (Da Secretaria de Comunicação)
Compartilhar

Notícias relacionadas