Materiais recicláveis: Itaporanga funda a cooperativa Santa Mônica de catadores

 

Graças à coleta, mensalmente cerca de 18 toneladas deixam de ir para o aterro sanitário – Na manhã do último sábado, dia 06/09, no Centro Comunitário Prefeito Airton Novelli aconteceu a cerimônia de lançamento da Cooperativa de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis de Itaporanga – Cooperativa Santa Mônica, através de uma parceria entre o Poder Público Municipal, Catadores, CEADEC e a Rede Solidária Cata-Vida.

O evento contou com as presenças do prefeito municipal Zé do Nute, vereadores Carlinhos Ambulância e Toco, secretários municipais, o pároco padre João Batista, as representantes de escolas Raquel Ferraz de Almeida (EM Coronel Vicente Russo do Amaral), Flávia Dias (EE Epitácio Pessoa), Daniele Fernandes (EE Dona Elisa de Campos Novelli), Rita de Cássia, diretora e presidente do CEADEC e Darci de Oliveira, catador diretor presidente da Rede Cata-Vida e demais convidados.

A Coleta Seletiva de materiais recicláveis teve seu início em Itaporanga no ano de 2008, através de parceria entre a Assistência Social de o Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo, que destinou recursos para aquisição de Carrinhos, Balança e Prensa.

Agora, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras, Recursos Hídricos e Meio Ambiente, o serviço passa a ser feito em um novo formato. Foi formalmente constituída através de Assembleia Geral uma cooperativa, Cooperativa Santa Mônica, em parceria com o CEADEC – Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento, Emprego e Cidadania, que é uma organização não governamental, fundada em 1.999 e também com a Rede Solidária Cata-Vida, fundada em 2001 como a primeira rede de cooperativa de catadores do país.

O prefeito Zé do Nute ressaltou a importância dos catadores e catadoras no trabalho realizado em favor do meio ambiente, pois sem esses, o município estaria enfrentando sério problema com a saturação do aterro sanitário. “Graças aos catadores, mensalmente se evita que cerca de 18 toneladas de recicláveis sejam despejados no aterro. Mas esse importante trabalho, poucas vezes é reconhecido pela sociedade”, disse o prefeito que finalizou informando que para o ano de 2015 deverá melhorar a sede da Cooperativa no antigo matadouro municipal, com recursos do FEHIDRO.

Padre João Batista abençoando a fundação da Cooperativa  Santa Mônica
Padre João Batista abençoando a fundação da Cooperativa Santa Mônica

Sobre o nome Santa Mônica:
Monica nasceu no ano de 332, na cidade de Tegaste, na Argélia, no norte da África. Filha de família abastada foi criada por uma escrava que criava os filhos dos senhores.

Os manuscritos que recolheram a tradição oral sobre Santa Mônica dizem que desde criança ela era muito religiosa e disciplinada. Sempre que podia, Monica ajudava os mais pobres e demonstrava muita paciência e mansidão.

Santa Mônica foi canonizada pelo papa Alexandre III, por ter sido a responsável pela conversão de seu filho, Santo Agostinho, ensinando a ele a fé cristã, a moral e a mansidão. Foi declarada padroeira das Associações das Mães Cristãs. Sua festa é comemorada no dia 27 de agosto.

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas