Muito cuidado ao transportar seu pet no carro

Conheça algumas dicas para levá-los com segurança

Texto: Sérgio Dias
Foto: Divulgação

É comum encontrar nos carros que rodam pelas ruas, avenidas e rodovias de qualquer cidade, os pets soltos no carro, no colo do motorista ou do passageiro, com a cabeça para fora da janela. Certamente você já deve ter visto esta cena, não é mesmo?

Essa maneira de transportar os animais de estimação, além de ser proibida por lei, coloca em risco a integridade física do animal e de todos os ocupantes do carro.

Para evitar situações de risco desnecessárias, havendo a necessidade de sair com o pet de pequeno ou médio porte, uma das possibilidades é a utilização de caixas de transporte, que impede que o animal se machuque durante qualquer trajeto.
Outra possibilidade de transporte adequado e seguro são as bolsas acolchoadas.

Todos esses acessórios, que você encontra facilmente nos melhores pet shops, devem ficar no banco traseiro, fixado pelo cinto de segurança, ou apoiado no assoalho, impedindo que o animal distraia o motorista ou transite nos bancos da frente.

Para os animais de grande porte, uma alternativa é retirar o tampão do porta-malas nos modelos de veículos que eles são fechados, para colocar a caixa de transporte. Desta forma, o pet não irá sofrer com problemas de ventilação e com os trancos que podem acontecer durante a viagem.

Por fim, prender os animais pelas suas coleiras, guias e peitorais é seguro, mas não é garantido, pois dão a falsa sensação de segurança e aumentam as chances de lesões, traumas e enforcamento nos animas em caso de frenagens mais bruscas ou acidentes.

Compartilhar

Notícias relacionadas