Botucatu avança em busca de financiamento para construção de barragem do Rio Pardo

Empreendimento visa garantir autossuficiência de abastecimento nas próximas décadas – Na manhã de quarta-feira, 14, o prefeito Mário Pardini esteve na Câmara de Vereadores de Botucatu, onde ao lado do Presidente da Casa de Leis, vereador Izaias Colino, e dos vereadores, Carreira, Alessandra Lucchesi, Cula, Sargento Laudo, Jamila Cury Dorini, Zé Fernandes, Paulo Renato, Rose Ielo, Carlos Trigo e Abelardo, protocolou um Projeto de Lei solicitando a autorização do Poder Legislativo para o início dos trâmites necessários para o financiamento da obra da Barragem do Rio Pardo.

Uma novidade é o enquadramento do projeto da barragem no orçamento do Ministério das Cidades. A informação foi dada pelo Ministro Alexandre Baldy, em contato com o Prefeito Pardini na manhã da última terça-feira, 13.

“Recebemos essa grande notícia ontem, diretamente do Ministro Alexandre Baldy, que tem acreditado na importância da barragem e tem nos ajudado a viabiliza-la. Agora levamos esse Projeto de Lei, que nos permitirá iniciar as tratativas do financiamento do valor de custeio dessa obra, aos nossos vereadores, que também estão empenhados em beneficiar a população mais uma vez”, afirmou Pardini.

O enquadramento do projeto junto ao Ministério das Cidades permite que a Prefeitura, após a aprovação do Projeto de Lei na Câmara, inicie o processo de financiamento da represa. A obra está aproximadamente avaliada em R$ 42 milhões. A ideia inicial é de que esse financiamento seja pago durante 24 anos e tenha carência de outros 4. Após a análise de crédito da Caixa Econômica Federal, a Secretaria do Tesouro Nacional avaliará o projeto.

“Nós já temos todo o projeto executivo dessa barragem e o de adequação ambiental necessária. Os próximos passos são da mesma forma difíceis e bastante burocráticos, porém estamos esperançosos de que conseguiremos viabilizar este importante projeto para Botucatu”, finaliza Pardini.

Barragem do Rio Pardo

A barragem do Rio Pardo garantirá a autossuficiência no abastecimento de Botucatu nas próximas décadas. Para se ter ideia, a vazão estimada para atender a população botucatuense no ano de 2040 é de 700 litros de água a cada segundo, muito superior a capacidade média atual de produção do Rio Pardo.

A represa ficará 9 km à montante da Represa do Mandacaru, acima da Cachoeira do Véu da Noiva. Seu volume total de reservação é de 7,7 mil m³. Sua área chegará a 319 hectares, sendo 164 de Área de Proteção Permanente. Somente a barragem terá 600 metros de extensão, com profundidade que varia entre 15 e 20 metros.

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de