Comemoração do Corpus Christi em Riversul

Nesta quinta-feira, 23, católicos de Riversul, sob o comando do pároco, padre Tadeu de Oliveira, celebraram o Corpus Christi. Como acontece todos os anos, os fiéis saíram em procissão pelas ruas da cidade, terminando com missa na igreja matriz do Bom Jesus. Embora o seu significado esteja a cada ano que passa sendo esquecido por

boa parte dos que se dizem católicos, o Corpus Christi segue. Para esses, o que interessa é apenas o feriado prolongado, a oportunidade de viajar, rever amigos e parentes.  

A título apenas de curiosidade, uma emissora de Tv brasileira fez anteontem uma pesquisa  em uma grande estação rodoviária do País, para saber se a população realmente conhecia o motivo do feriadão. A pergunta, feita a cerca de vinte entrevistados foi: Você sabe o significado de Cospus Christi? Desses vinte, apenas uma; uma freira respondeu corretamente.

Entre os jovens e adolescentes, a entrevistadora ouviu repetidas "Ah, eu fiz a catequese, mas me esqueci!"
 
 
Essa tradição religiosa acontece em muitas cidades e brasileiras e portuguesas. Nessas, é costume ornamentar as ruas por onde passa a procissão com tapetes de colorido vivo e desenhos de inspiração religiosa. Esta festividade de longa data se constitui uma tradição no Brasil, principalmente nas cidades históricas, que se revestem de práticas antigas e tradicionais e que são embelezadas com decorações de acordo com costumes locais.
História   
A Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo começou no Século XIII, no ano de 1269, quando a Igreja Católica percebeu a  necessidade de realçar a presença real do "Cristo todo" no pão consagrado. Essa celebraçãoi foi instituída pelo Papa Urbano IV com a Bula ‘Transiturus’ de 11 de agosto de 1264, para ser celebrada na quinta-feira após a Festa da Santíssima Trindade, que acontece no domingo depois de Pentecostes.

O Papa Urbano IV foi o cônego Tiago Pantaleão de Troyes, arcediago do Cabido Diocesano de Liège na Bélgica, que recebeu o segredo das visões da freira agostiniana, Juliana de Mont Cornillon que teve visões de Cristo demonstrando desejo de que o mistério da Eucaristia fosse celebrado com destaque.
   
Por solicitação do Papa Urbano IV, que na época governava a igreja, os objetos milagrosos foram para Orviedo em grande procissão, sendo recebidos solenemente por sua santidade e levados para a Catedral de Santa Prisca. Esta foi a primeira procissão do Corporal Eucarístico. A 11 de agosto de 1264, o Papa lançou de Orviedo para o mundo católico através da bula Transiturus do Mundo o preceito de uma festa com extraordinária solenidade em honra do Corpo do Senhor. A festa de Corpus Christi foi decretada em 1269.

 O decreto de Urbano IV teve pouca repercussão, porque o Papa morreu em seguida. Mas se propagou por algumas igrejas, como na diocese de Colônia na Alemanha, onde Corpus Christi é celebrada desde antes de 1270. A procissão surgiu em Colônia e difundiu-se primeiro na Alemanha, depois na França e na Itália. Em Roma é encontrada desde 1350.

A Eucaristia é um dos sete sacramentos e foi instituído na Última Ceia, quando Jesus disse: ‘Este é o meu corpo…isto é o meu sangue… fazei isto em memória de mim’. Porque a Eucaristia foi celebrada pela 1ª vez na Quinta-Feira Santa, Corpus Christi se celebra sempre numa quinta-feira após o domingo da Santíssima Trindade. Neste Sacramento, no momento da Consagração, ocorre a transubstanciação, ou seja, o pão se torna carne e o vinho sangue de Jesus Cristo, em toda Santa Missa, mesmo que esta transformação da matéria não seja visível.

Corpus Christi é celebrado 60 dias após a páscoa. Podendo cair entre 21 de maio e 24 de junho

 

 

 

 

 
Compartilhar

Notícias relacionadas