Agricultura na região: Taquarituba ganha estrutura para grãos de R$ 20 milhões

Foi inaugurada no final da semana passada, em Taquarituba, uma nova e moderna unidade de recebimento de grãos da Capal Cooperativa Agroindustrial, com capacidade de recebimento de 36 mil toneladas de grãos em uma área construída de 8,2 mil metros quadrados e investimentos de R$ 20 milhões. 

 A solenidade de inauguração contou com a presença do presidente da cooperativa, Erik Boch e toda diretoria da Capal, do prefeito municipal, Miderson Zanello Milléo, do representante do governador de São Paulo, Frederico Dávila, do superintendente da Ocepar, José Roberto Ricken, do gerente do BRDE, Tiago Pech, vereadores e prefeitos da região.


Novo marco – Instalada em Taquarituba, região Sul de São Paulo, desde junho de 2009, quando incorporou a cooperativa local Coreata, a Capal deu um novo dinamismo para o recebimento de grãos e fornecimento de ração para os 150 cooperados no município. 
"Pelo que conheço do cooperativismo no Paraná e pela colonização holandesa nos Campos Gerais, posso dizer com toda certeza de que a chegada da Capal no município, será um novo marco de desenvolvimento para Taquarituba e região. Antes e depois da chegada da Capal", afirmou em seu discurso o prefeito Miderson Zanello Milléo. Ele ainda lembrou que o município tem um solo fértil, excelente potencial hídrico, bom clima e uma população de agricultores dedicados. "Mas isso só não basta, temos que ter sempre avanços, seja em novas tecnologias ou de comercialização da safra. Nas últimas quatro décadas, tivemos vários marcos de desenvolvimento e esta inauguração aqui hoje abre um novo e importante ciclo para agricultura da nossa cidade e de toda região", frisou. O prefeito ressaltou que junto com a Capal veio também o Sicredi, "um importante financiador dos agricultores, com juros menores e um excelente atendimento".

Decisão acertada – Já o presidente da Capal, Erik Boch, confessou que a ida da cooperativa para Taquarituba, foi precedida de momentos de angústia, preocupação e de uma decisão corajosa e firme. "Hoje podemos afirmar que foi uma decisão acertada". Ele lembra que no começo, em 2009 a missão principal foi assimilar junto aos novos cooperados e colaboradores a forma de trabalho da cooperativa. "Um esforço monumental para enfrentar a concorrência e cravar a bandeira da Capal nestas paragens", disse Boch.

Fábrica de ração – O dirigente ressaltou que já estão nos planos da cooperativa, investimentos para uma fábrica de ração em Taquarituba. "Na área da pecuária, todos vocês já devem ter visto os nossos caminhões de ração transitando por aqui. Breve será uma verdadeira frota toda destinada prá cá, tamanha a aceitação da Ração Capal pelos pecuaristas da região. Quem sabe, no futuro, até mesmo construir uma fábrica de ração aqui", frisou Bosch. Hoje a Capal trás de Arapoti mil toneladas mês para os pecuaristas da região e a demanda vem crescendo. Além de Taquarituba, a Capal possui entrepostos em Itararé e Taquarivaí no estado de São Paulo.
 
          

BRDE – José Roberto Ricken, lembrou que a Capal não foi para São Paulo para tomar lugar de outra cooperativa mas sim incorporar a filosofia do cooperativismo que já vinha sendo praticado, só que agora com uma nova sistemática de trabalho e que está dando certo. "É bom ressaltarmos que esse investimento acontece com o importante apoio do Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE), que financiou parte dessa estrutura. Hoje a cidade de Taquarituba conta com uma cooperativa forte e que muito tem feito para o desenvolvimento econômico e social do Paraná, um exemplo é a cidade de Arapoti que cresceu em torno da cooperativa. Parabéns a Capal e a cidade de Taquarituba por este importante e sólido investimento que beneficiará centenas de agricultores desta região", lembrou Ricken.
 

FUNÇÃO SOCIAL – No encerramento, as  entidades filantrópicas de Taquarituba juntamente com a Santa Casa de Taguaí foram agraciadas por doações oriundas do coopertivismo da Capal, totalizando o montante de R$ 54.974,46- (Cinquenta e Quatro Mil, Noventos e Setenta e Quatro Reais e Quarenta e Seis Centavos). (Com as assessorias de imprensa OCEPAR/SESCOOP-PR e da Prefeitura de Taquarituba)
Compartilhar

Notícias relacionadas