Bom senso: Nereu Moura é contra a matricula de alunos das Apaes em classe comum

Contrário ao parecer do Ministério da Educação (MEC) determinando a inclusão de alunos com necessidade educacional especial à rede regular de ensino, o deputado estadual Nereu Moura (PMDB) está mantendo contatos com os deputados federais e senadores paranaenses, para que esta medida seja revogada. “É um equívoco absurdo e lastimável. É impressionante como algumas autoridades sem qualquer razão, em seus gabinetes refrigerados e acarpetados, tomam decisões totalmente distanciadas da realidade da população”, diz ele.

De acordo com a Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Fedapaes), o Paraná abriga mais de 380 escolas de educação especial, onde são atendidos mais de 40 mil alunos e 30 mil estão em idade escolar. “Transferir um aluno corretamente encaminhado por uma instituição que presta um serviço qualificado e dirigido, observando toda a complexidade das diversas necessidades especiais para escolas da rede de ensino do estado é atentar contra os interesses de milhões de brasileiros”, comenta o deputado.

Nereu Moura classifica esta proposta do Ministério da Educação, “como um desserviço, uma atitude impensada, um despropósito e uma loucura completa”. Ele acrescenta ainda que “as autoridades que defendem esta medida são insensíveis e sequer têm noção de que lado está o próprio nariz”.

O parlamentar está ao lado das Apaes neste movimento nacional que vem sendo deflagrado no sentido de impedir que esta medida do governo federal seja implantada. A proposta que torna obrigatória a matrícula dos alunos das escolas especiais em classe comum aguarda análise do ministro Fernando Haddad.

 Crise no Senado é conjuntural – A crise política que vem afetando o Senado da República nos últimos meses, na avaliação do deputado estadual paranaense Nereu Moura (PMDB) é muito mais conjuntural do que de caráter pessoal. “O problema não é quem está ou quem vai estar na presidência, e sim o modelo que ao meu ver é ultrapassado”, disse ele na tarde desta quarta-feira(05), durante conversa com os jornalistas que integram o comitê de imprensa da Assembléia Legislativa Paranaense.

Para o parlamentar que vem ajudando muito o município de Santana do Itararé-PR,  o momento é oportuno até para se rediscutir o papel do Senado que, na opinião dele, precisa ser revisto, “passando por uma ampla avaliação nacional, inclusive a revisão da própria existência daquela Casa de Leis”. Outro aspecto que Nereu Moura leva em consideração ao tomar tal posicionamento é o fato da estrutura do Senado, “ser pesada e cara,  não correspondendo à realidade do país”. 

O deputado peemedebista espera que esta crise instalada seja pedagógica na medida em que o  atual modelo arcaico possa ser repensado e remodelado. “O Senado tem como papel preponderante a harmonia entre os estados brasileiros e hoje tem servido mais para o confronto do que para a entendimento”, finalizou Nereu Moura. 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas