Governo de SP antecipa para segunda-feira (12) vacinação contra COVID-19 para idosos de 67 anos, e para profissionais da educação neste sábado (10)

Grupo começa a ser imunizado dois dias antes do previsto; Estado ultrapassa 2 milhões de pessoas com esquema vacinal completo

O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou nesta sexta-feira (9) a antecipação da vacinação contra COVID-19 para os idosos de 67 anos para a próxima segunda-feira, 12 de abril, dois dias antes do previsto. A medida foi possível graças à chegada de mais remessas de vacinas do Butantan e da Fiocruz e à otimização da logística e distribuição das grades de doses para todas as regiões do Estado.

“Inicialmente prevista para começar dia 14 de abril, o início da vacinação das pessoas com 67 anos foi adiantado para esta segunda-feira, dia 12. Em São Paulo não tem vacina em prateleira: sai do Butantan, entra num caminhão, vai na distribuição e, da enfermeira, para o braço da população”, destacou Garcia.

As 350 mil pessoas que compõem este grupo poderão procurar os postos a partir da próxima semana para receber sua primeira dose. Outros 760 mil idosos com 65 e 66 anos também começarão a ser imunizados do dia 21 deste mês em diante.

Desde 2 de abril, estão sendo imunizados os idosos de 68 anos, e na última segunda (5) foi iniciada com profissionais das forças de segurança que atuam em São Paulo. Nesta sexta, São Paulo ultrapassou a marca de 2 milhões pessoas com esquema vacinal completo, ou seja, já tomaram a primeira e a segunda dose.

Às 12h45, o Vacinômetro apontou que já houve 2.064.800 aplicações de segunda dose. Houve também outras 5.324.631 aplicações de primeira dose, totalizando assim 7.389.431 aplicadas na população do Estado.

“A vacinação continua em ritmo muito acelerado. Mais de 90% das doses recebidas já estão encaminhadas e estão sendo aplicadas na população alvo, tanto de primeira quanto de segunda dose”, enfatizou Regiane de Paula, coordenadora Plano Estadual de Imunização contra COVID-19.

Todas as pessoas que integram os públicos da campanha podem acessar o site Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br) para confirmar o pré-cadastro ou realiizá-lo também por um chatbot do WhatsApp, graças a uma parceria entre as Secretarias de Comunicação e da Saúde do governo e a Prrodesp.

Trata-se de um assistente virtual que oferecerá as informações necessárias para o pré-cadastro. Para acessar o serviço no WhatsApp, basta adicionar o número +55 11 95220-2923 à lista de contatos e enviar um “oi” ou clicar no link wa.me/5511952202923?text=oi.

O pré-cadastro leva de um a três minutos e economiza até 90% do tempo de atendimento nos postos de vacinação. O pré-cadastro não é obrigatório, mas facilita o trabalho dos profissionais da saúde e beneficia a população atendida.

Governo de SP antecipa vacinação para profissionais da educação

Imunização prevista para a próxima semana foi adiantada para sábado (10); mais de 150 mil profissionais já estão aptos a receber as vacinas

O Vice-Governador Rodrigo Garcia anunciou, nesta sexta-feira (9), a antecipação da primeira etapa do plano de imunização dos trabalhadores da educação. O início da vacinação, inicialmente previsto para segunda-feira (12), poderá ocorrer já neste sábado (10) em todo estado. Nesta primeira fase, serão disponibilizadas 350 mil doses para os profissionais do setor.

“Nós havíamos anunciado a vacinação dos profissionais da Educação a partir de segunda-feira e estamos, portanto, antecipando para este sábado, no dia 10 de abril”, anunciou Rodrigo Garcia.

Poderão ser vacinados os profissionais que atuam nas escolas das redes públicas (municipal, estadual e federal) e privada com idade a partir de 47 anos. Serão imunizados funcionários que atuam em diversas funções, como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.

“Educação é essencial em SP, por decreto do Governo do Estado. O início desta vacinação dos profissionais da Educação é um marco histórico”, destaca o secretário de Estado da Educação de SP, Rossieli Soares.

Para receber a vacina, os profissionais devem fazer o cadastro na plataforma VacinaJá Educação (https://vacinaja.sp.gov.br/educacao). Até esta sexta-feira já foram cadastrados mais de 465 mil profissionais, sendo que 163 mil cadastros já estão validados e aptos a receber a primeira dose.

Cadastro

No momento do preenchimento do cadastro na plataforma VacinaJá Educação, os profissionais deverão informar número do CPF, nome completo e e-mail. Em seguida, eles receberão um link no e-mail indicado para validação e continuidade do cadastro. É importante verificar se o e-mail não foi deslocado para a caixa de spam.

No passo seguinte, o profissional deve confirmar dados pessoais completos e apontar nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Para as redes municipais, particulares e federal também é necessário anexar os holerites dos meses de janeiro e fevereiro.

Na sequência, o cadastro passará por um processo de análise e, se validado, o profissional receberá, por e-mail, o comprovante VacinaJá Educação. O documento contém um QRCode para verificação de autenticidade.

Vacinação

No momento da vacinação, o profissional da educação deverá apresentar o comprovante VacinaJá Educação, RG e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso o usuário não apresente o comprovante, ele não poderá ser imunizado.

O cadastro é o primeiro passo para imunização, porém, não significa o agendamento. A aplicação das doses ocorrerá em parceria com as prefeituras, por meios das Secretarias de Saúde. Depois da confirmação do cadastro, o profissional deve ficar atento às regras do município em que atua para se informar sobre datas e postos de vacinação.

Compartilhar

Notícias relacionadas

Se inscreva
Notificação de
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments