Itaporanguense, pai de uma das vítimas de Rogério Ceni, ganhou uma bola autografada do goleiro-artilheiro

No domingo passado, no jogo São Paulo x Corinthians, o goleiro sãopaulino Rogério Ceni completou seu 100º. gol, numa cobrança de falta, bem cobrada, que ultrapassou a barreira e deixou o goleiro Julio César, do Corinthians, a ver bolinhas. Com esse feito, Ceni, que sempre teve destaque na mídia, ganhou mais destaque ainda não só no Brasil, como no exterior. Um dos principais jornais esportivos do Brasil, o LanceNet produziu uma reportagem especial com os fatos mais pitoresco da história dos 100 gols de Ceni. E, nessa entra o itaporanguense Douglas, ex-Guarani, e atualmente no Náutico-PE. Ele foi a vítima do gol número 49 de Rogério Ceni e falou ao Lance sobre esse gol que acabou gerando um presente autografado de Ceni para o seu pai, torcedor sãopaulino  Edmilson Gonzaga Leite.  

 
“Os presentes do maior goleiro-artilheiro do mundo não se resumem a camisas dentro de campo. E Douglas sabe bem disso.

Ele, que sofreu o gol de número 49, é de família são-paulina. Ao término da partida, uma rápida conversa com Rogério já o fariam ser orgulho em casa, mas Ceni soube da história e surpreendeu:

– Disse que meu pai é são-paulino e que estava na arquibancada. Ele pediu o endereço do meu pai e mandou uma bola autografada com foto dele no endereço. Meu pai ligou para mim e nem acreditava. O Rogério é sensacional”, registrou o Lance.  Veja a reportagem do Lancenet
 
Edmilson Gonzaga Leite, pai do goleiro Douglas
E o presente, a bola autografada por Rogério Ceni

 

Leia o que o Itaponews já publicou sobre Douglas


.
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas