Michel Temer, presidente em exercício dá entrevista sobre o falecimento do ex-vice-presidente José Alencar

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República em exercício, Michel Temer, após o anúncio do falecimento do ex-vice-presidente José Alencar . 

Palácio do Planalto, 29 de março de 2011

Presidente em exercício: Ao dar boa tarde a todos, eu quero apenas fazer uma breve manifestação dizendo que, embora esteja no exercício da Presidência da República, em face da viagem da senhora presidenta Dilma Rousseff, eu vou manifestar-me aqui como Vice-Presidente da República, já que a presidenta Dilma já se manifestou em Portugal. E ao fazê-lo, eu quero dizer da perda irreparável que sofre o nosso país com a ausência do ex-vice-presidente José Alencar. Acabei de assinar um decreto de luto oficial por sete dias, sendo certo que o ex-Vice-Presidente receberá as honras fúnebres de Chefe de Estado, justificadamente, porque sua excelência exerceu por praticamente um ano a Presidência da República em face das viagens feitas pelo presidente Lula. No dia de amanhã, o corpo deverá chegar aqui às 8h30, na Base Aérea. Nós iremos recebê-lo lá, serão prestadas as honras militares e, logo depois, tanto eu quanto o presidente do Senado, presidente da Câmara [dos Deputados], presidente do Supremo Tribunal Federal – eu já acabei de convidá-los – e viremos aqui, para o Palácio do Planalto, para também aguardar a chegada do corpo, onde também estarão os Ministros de Estado e, logo em seguida, haverá uma visitação pública, como última homenagem ao vice-presidente José Alencar.
Então, eu quero registrar, penso, não só o meu pesar – que já expressei à família – mas penso que o pesar de toda nação brasileira, e, neste momento, nesta última frase, eu o faço como Presidente em exercício da República brasileira. Este fato que hoje ocorreu derivou de uma doença grave que acometeu o Vice-Presidente, mas soube ele revelar uma vitalidade física e espiritual extraordinária. Porque todos sabemos que ele não só enfrentou várias operações, mas enfrentou a doença com uma galhardia exemplar. Exemplar com o seu sentido vocabular, ou seja, o exemplo que ele deixa é daqueles que, embora enfrentando uma tragédia, quase tragédia pessoal, soube manter a harmonia interna e revelar uma tranquilidade excepcional perante todos os brasileiros.
Portanto, minha última palavra é de lamento, porque o Brasil, repito, perde uma das suas grandes e expressivas figuras, tanto do setor empresarial como do setor público. 
Muito obrigado, senhores.

Jornalista: Boa tarde, Presidente. Sobre a participação da presidente Dilma Rousseff no velório, o senhor tem mais informações, que horas ela deve chegar, se deve vir acompanhada do presidente Lula, como deve acontecer?

Presidente em exercício: Olha, eu falei com a Presidenta, coisa de uma hora, duas horas atrás, ela antecipará o seu retorno. Ela, na verdade, retornaria na madrugada de quinta-feira, mas vai, logo depois de… amanhã de manhã tem uma solenidade ainda lá, em Portugal, e logo em seguida ela e o presidente Lula virão para o Brasil. A primeira informação que temos é de que eles deverão chegar a partir de 16h, mais ou menos, 16h, 17h, aqui no Brasil.

Jornalista: (incompreensível)

Presidente em exercício: Eu tenho impressão… Não tenho informações a respeito disso, mas eu estou supondo, em face dessas informações, que os demais compromissos, penso eu, serão eliminados, mas não tenho informação segura a respeito disso.

Jornalista: (incompreensível)

Presidente em exercício: Eu não tenho essa informação. Eu confesso que falei com seu filho, com o Josué e, como ele estava com a voz muito abalada, naturalmente, eu só comentei o velório aqui, no Palácio do Planalto, mas não tive a oportunidade, não me senti à vontade para perguntar o que fariam a seguir, de modo que essa informação ainda nós não temos.

Jornalista: (incompreensível)

Presidente em exercício: É, eu só queria, realmente, fazer esse comunicado aos senhores e às senhoras. De modo que…

Jornalista: Presidente, o senhor confirmaria se a presidenta Dilma Rousseff chegou a falar por telefone com algum familiar do…

Presidente em exercício: Me contou que falou com o filho, o Josué.

Jornalista: (incompreensível)

Presidente em exercício: Ainda não, ainda não. Muito obrigado a vocês.
 
Compartilhar

Notícias relacionadas