Novo coronavírus: o que precisamos saber?

As notícias mais recentes são enfáticas: não há nenhum caso do novo coronavírus no Brasil. No entanto, buscas sobre as principais informações da doença crescem diariamente. O que é o coronavírus? Como se proteger? Pega no ar?

Segundo o Infectologista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB), Dr. Carlos Magno Fortaleza, é importante saber que os coronavírus são uma grande família viral, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. “Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Alguns coronavírus podem causar doenças graves com impacto importante em termos de saúde pública, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2002 e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), identificada em 2012”, explica.

O novo coronavírus causa doença respiratória pelo agente coronavírus, e teve início na China. Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aumentou o nível de alerta e declarou emergência global da epidemia. Países como Estados Unidos, Alemanha, Austrália, Canadá, entre outros, já registraram casos da doença.

O Brasil investiga casos suspeitos do coronavírus, e por enquanto, nenhum foi confirmado no país. Nesta semana, o Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE), o Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) e a Comissão de Controle de Infecção Relacionada à Assistência (CCIRAS) do HCFMB divulgou orientações aos servidores e já tem um plano de ação, de acordo com a Secretaria da Saúde do Estado (SES), para atendimento de casos suspeitos por infecção pelo novo coronavírus, se houver. O protocolo orienta os servidores no diagnóstico, tratamento e isolamento dos casos.

“Ainda é cedo para orientações mais rígidas, mas certamente, evitar contato em locais públicos quando estiver com sintomas gripais e sempre se atentar a lavagem das mãos são procedimentos básicos que evitam diversos tipos de vírus e infecções”, finaliza Fortaleza.

O que sabemos até agora sobre o novo coronavírus?

A transmissão entre humanos ocorreu da seguinte forma:

  • Proximidade do paciente com familiares e profissionais de saúde
  • A maioria dos casos envolve contato com quem visitou a província de Hubei (China), cuja capital é Wuhan, de onde o vírus partiu

Qual a gravidade da doença?

  • Os problemas respiratórios variam de leve à pneumonia e morte
  • Gravidade é maior entre pessoas já doentes e idosas

Como se prevenir?

  • Não entre em contato com quem sofre de infecções respiratórias
  • Lave as mãos frequentemente
  • Use álcool gel para limpar a superfície dos móveis e objetos
  • Evite contato com animais selvagens ou doentes

Fonte: Dr. Carlos Magno Fortaleza (HCFMB) e OMS (Organização Mundial de Saúde)

Evite compartilhar fake news

Apesar de ser um rápido meio de comunicação, a internet está repleta de mensagens falsas sobre o coronavírus.

Uma das mensagens de circulam é que o Diretor do Hospital das Clínicas dá orientações sobre a propagação do vírus. Essa mensagem é falsa.

Recebeu uma mensagem sobre saúde está na dúvida se ela é verdadeira ou não? Envie para o SAÚDE SEM FAKE NEWS, pelo WhatsApp: (61) 99289-4640. (Contato – Ministério da Saúde)
(Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing do HC | FMB)

Notícias relacionadas

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Se inscreva  
Notificação de