Maia diz que a prioridade é preservar vidas, diluindo o pico de contágio

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a prioridade neste momento de enfrentamento da crise do coronavírus é a preservação das vidas dos brasileiros. Na avaliação de Maia, a ideia de alguns economistas de que um pico maior de contaminação poderia gerar uma recessão menor é errada. A afirmação foi feita em entrevista à CNN Brasil nesta segunda-feira (23). Maia; “Precisamos entender que a saúde precisa de R$ 150 bilhões”“Com o isolamento, vai ter um tranco na economia de uns 60 dias e o governo precisa intervir. Mas…

Compartilhar