Tereza Campello fala no Bom dia Ministro sobre Plano Brasil sem Miséria

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, irá detalhar no programa Bom dia Ministro desta sexta-feira (03/6) o Plano Brasil sem Miséria. O Plano de Superação da Extrema Pobreza – Brasil sem Miséria, que visa a retirar 16,2 milhões de brasileiros da extrema pobreza, por meio de ações de transferência de renda, acesso a serviços públicos e inclusão produtiva, foi lançado nesta quinta-feira (02/6)…

 
pela presidenta da República, Dilma Rousseff.  O Bom dia Ministro é produzido e coordenado pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República, e transmitida ao vivo pela TV NBR e via satélite, das 8h às 9h.

O Plano agrega transferência de renda, acesso a serviços públicos, nas áreas de educação, saúde, assistência social, saneamento e energia elétrica, e inclusão produtiva. O Brasil Sem Miséria vai localizar as famílias extremamente pobres e incluí-las de forma integrada nos mais diversos programas de acordo com as suas necessidades.

Uma das metas é qualificar 1,7 milhão de pessoas nas cidades. Para isto, prevê iniciativas de inclusão produtiva urbana, que irão reunir estímulo ao empreendedorismo e à economia solidária, oferta de cursos de qualificação profissional e intermediação de mão-de-obra para atender às demandas nas áreas públicas e privadas, totalizando dois milhões de pessoas. 

A proposta é qualificar 1,7 milhão de pessoas de 18 a 65 anos por meio de ações articuladas de governo: Sistema Público de Trabalho, Emprego e Renda, Pronatec, Projovem, obras do PAC e do Minha Casa, Minha Vida; Rede de Equipamentos de Alimentos e Nutrição; e coleta de materiais recicláveis.

Os agricultores familiares também serão beneficiados. Uma das metas do Brasil sem Miséria para a zona rural é aumentar em quatro vezes o número de agricultores familiares, em situação de extrema pobreza, atendidos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Subirá de 66 mil para 255 mil até 2014. 

Com a expansão, a participação dos agricultores muitos pobres no conjunto dos beneficiários do PAA será elevada de 41% para 57%. Atualmente, 156 mil agricultores vendem sua produção para o programa e a meta é ampliar para 445 mil até o final do atual governo.

Cisternas – O acesso à água para o consumo e a produção é outra ação que se fortalece com o Brasil sem Miséria. De acordo com o plano, a construção de novas cisternas para o plantio e criação de animais vai atender 600 mil famílias rurais até 2013. Também haverá um kit irrigação para pequenas propriedades e recuperação de poços artesianos. No caso da água para o consumo, a proposta é construir cisternas para 750 mil famílias nos próximos dois anos e meio. Desde 2003, o governo destinou recursos para a construção de 340 mil cisternas na região do semiárido.

Participam do programa desta sexta-feira (3/6), com perguntas ao vivo, as rádios Capital AM (São Paulo/SP), 98 FM (João Pessoa/PB), Difusora 640 AM (Goiânia/GO), Inconfidência (Belo Horizonte/MG), Mirante (São Luís/MA), Gaúcha (Porto Alegre/RS), Sociedade (Salvador/BA), Verdes Mares (Fortaleza/CE), Tupi (Rio De Janeiro/RJ), Folha (Recife/PE), 96 FM (Palmas/TO), Liberal (Belém/PA), Correio e CBN (Maceió/AL), Verdes Campos (Teresina/PI) e Caiari (Porto Velho/RO).

O programa é transmitido ao vivo pela TV NBR e pode ser acompanhado por meio do link no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República  http://www.imprensa.planalto.gov.br/. Para as rádios, o sinal de transmissão é disponibilizado pelo mesmo canal da "Voz do Brasil". Após o programa, o áudio da entrevista estará disponível no site da Secretaria de Imprensa da Presidência da República. (Secretaria de Imprensa/Secretaria de Comunicação Social 
Presidência da República)
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas