Itaí tem nova ação de combate aos problemas de aprendizagem

A Secretaria de Saúde de Itaí, através do SERI (Serviço Especializado de Reabilitação de Itaí), fez uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação para atendimento de escolares com distúrbios de prendizagem. Inicialmente os professores serão orientados a observar as crianças com dificuldades para ler, escrever, resolver cálculo matemático ou problemas aritméticos com enunciado, entre outras manifestações. Depois de elaborado um relatório sobre o aluno pelo professor, os pais serão chamados na escola e orientados a encaminhar a criança para avaliação psicopedagógica.


O trabalho será coordenado pela psicopedagoga clínica do SERI, Nilza Antunes Maranho. Em reunião no dia 15 com a secretária de Educação, Emilia Araújo, e coordenadores das escolas municipais, ela falou da diferença entre indisciplina, dificuldade de aprender e distúrbio de aprendizagem. 
Conforme Nilza, normalmente uma criança está preparada para ser alfabetizada aos 7 anos de idade. “Se a criança chega aos 9 anos e não consegue aprender ela tem algum problema e precisa de intervenções no contexto clínico e educacional”, explica. 
 
 
A psicopedagoga contou aos coordenadores que a inteligência do ser humano pode aumentar se tiver estímulo. Destacou ainda que o projeto de intervenção psicopedagógica integra o conjunto de ações da atual gestão do Executivo municipal, liderada pelo prefeito Luiz Antonio Paschoal,   com o objetivo de melhorar a eficiência nas áreas de  Saúde e Educação.(Da Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Itaí)

 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas