Lu Alckmin acompanha mutirão do Visão de Futuro

A Presidente do Fundo Social de Solidariedade, Lu Alckmin, participou neste sábado, 16, do primeiro mutirão do programa Visão do Futuro de 2011 voltado a alunos do Ensino Fundamental das escolas estaduais da capital. Os secretários adjuntos de Estado de Educação, João Cardoso Palma Filho e de Saúde, José Manoel de Camargo Teixeira, também acompanham o atendimento na Unifesp, às 10h, e na Santa Casa, às 12h. A estimativa é que 3.240 estudantes, com idades entre 6 e 7 anos, passem por consultas oftalmológicas neste sábado.

 

Todos os estudantes encaminhados para o mutirão passaram por testes de acuidade visual aplicados em sala de aula por professores habilitados. Na triagem, foram selecionados os que apresentaram dificuldades para leitura. Também foram encaminhados para as consultas os alunos que já usam óculos confeccionados há mais de um ano. Após a avaliação, caso haja necessidade, as crianças receberão gratuitamente óculos fornecidos pela Receita Federal, parceira do Fundo Social de Solidariedade no programa este ano. 

Os alunos devem ir acompanhados dos pais ou responsáveis e apresentar a ficha de encaminhamento gerada pelo sistema MAPA TAV da Secretaria de Estado da Educação. Os estudantes e seus pais terão transporte e lanche fornecidos pela Secretaria. 

Desde a triagem no serviço de saúde à consulta médica e à dispensa do aluno, o tempo médio de atendimento deve ser de três horas. Durante os mutirões, as crianças terão o apoio de educadores universitários do programa Escola da Família que desenvolverão atividades lúdicas e de orientação ao longo do percurso e na unidade de saúde. 

Durante todo o ano, serão realizados cinco mutirões, que devem atender mais de 30 mil alunos das redes estadual e municipal. 

Sobre o Visão do Futuro 

Criado em 2009 pelo Fundo Social de Solidariedade em parceria com as secretarias estadual e municipal da Educação e da Saúde, o programa Visão do Futuro é destinado à prevenção e à recuperação da saúde ocular dos alunos da rede pública de ensino. O objetivo é oferecer melhores condições de estudo e de qualidade de vida. 

Embora o programa seja destinado a alunos do 1º ano do ensino fundamental da rede estadual e municipal, com idades entre 6 e 7 anos, neste ano, devido à mudança de idade do ensino fundamental, de oito para nove anos, também serão atendidos estudantes do 2º ano. O programa beneficiou mais de 140 mil crianças, somente em 2010.
 
 

 

Compartilhar

Notícias relacionadas