Novela do bloqueio da SP-255 pode estar na reta final

Perto de completar oito meses do seu surgimento – 21/06/2017 – a erosão que inicialmente tinha comprometido meia pista e depois por descaso a pista toda no Km 348 +530 da Rodovia Jurandir Siciliano (SP-255) entre Itaporanga e Coronel Macedo aparentemente chega na reta final para a solução definitiva, mas deixa uma história nada agradável de sofrimentos, angustias, ódio, revolta, limitações, atrasos, prejuízos financeiros no campo e na cidade, na educação (alunos universitários que estudam em outras cidades) e enfim, a todos que dependem dessa rodovia, localizada no estado mais rico da federação.

A obra é de responsabilidade do Estado, que nesse entremeio finalizou o processo de privatização da rodovia, mas, continuou com a responsabilidade de arcar com o reparo, cuja a licitação, demorada, num claro desrespeito ao usuário e contribuinte, e à determinação da Justiça que já em setembro 2017 ordenou providências urgentes, só veio a ser feita no final do ano de 2017.

Como tudo no poder público depende de recursos, de articulações e entendimentos políticos, é justo, nesta história, registrarmos as atuações insistentes dos deputados Ricardo Madalena junto com lideranças políticas da região (que conseguiu agilizar a licitação junto ao DER) e por fim a movimentação firme do deputado Edson Giriboni junto ao DER para que a obra andasse o mais rápido possível.

Mas, quando termina tudo e a rodovia finalmente será desbloqueada? Ninguém dos envolvidos – DER e a empreiteira – quis prever uma data.

Porém, acompanhando a evolução dos serviços desde o início efetivo da obra, o ItapoNews interpreta que, aparentemente ela tenha chegado na reta final e se o tempo nos próximos dias ajudar, a obra estará – pelo menos com o aterramento concluído em questão de dias.

E depois disso (aterro), se vai inicialmente pedregulhar o pequeno trecho para liberar logo o tráfego ou asfaltar primeiro para depois liberar, também ninguém soube informar.

Agora, diante de tudo isso, a verdade é que estamos nos capítulos finais dessa triste novela, que por sinal poderá ou não servir de parâmetro na avaliação de candidatos nas Eleições de Outubro de 2018.

Finalizando, lembramos que continuaremos pagando impostos, IPVA e outros, e agora passaremos a pagar pedágios, mas com a certeza de que um problema desse tipo nunca vai ocorrer numa rodovia privatizada, ou se ocorrer, o conserto não demorará tanto. (Por ItapoNews)

Compartilhar

Notícias relacionadas

1 Comentário
mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Eduardo Alves Munhoz
Carlos Eduardo Alves Munhoz
1 de março de 2018 16:34

Espero que o mesmo não ocorra em dois pontos no trecho entre o trevo de Itaporanga e o de Santana do Itararé/Barão de Antonina, ambos estão praticamente sem acostamento do mesmo lado a tempos já e se acontecer o mesmo, os usuários terão somente a cidade para desviar!