Polícia Militar prende acusado de tentativa de estupro; ele esteve preso por roubo e tinha saído em liberdade no dia 04 último

Duas equipes da Polícia Militar, uma composta pelo 2º Sgt Junior e cabo Giuliano, e outra composta pelo cabo Juliano e soldado Luiz, prenderam por volta das 23h desta quinta-feira 17, o acusado AMN, vulgo “Zé Unha”, que às 06h20 da manhã de segunda-feira (14), na Avenida Santa Cruz com Rua Sebastião Pedro Montesião (Rua da entrada antiga do Cemitério, teria tentado, com violência, estuprar uma mulher que ia para o trabalho.

Segundo informações ele teria tentado arrastá-la para dentro do cemitério e como ela começou a gritar ele acabou agredindo-a com arranhões no pescoço, pernas e murros no peito, causando-lhe fraturas de duas costelas.

Assim que a vítima registrou a ocorrência, a Polícia Civil iniciou investigações que chegaram até o acusado e pediu à Justiça a prisão dele, cujo o mandado foi expedido nesta quinta-feira e logo em seguida foram feitas várias diligências para prendê-lo, porém ele não foi encontrado.

De acordo a Polícia Civil, “Zé Unha” estava preso e tinha saído em liberdade no dia 04 deste mês por ter cumprido 4 anos da pena de 10 anos a que foi condenado em 2010 por ter roubado e agredido violentamente um idoso na mesma avenida Santa Cruz.

Após a PM tomar conhecimento de que havia um mandado de prisão contra o acusado, morador do CDHU em Itaporanga, as equipes de posse dessa informação, colocou em prática a operação “Zé do Caixão”, e em diligência em frente à sua residência, após encostar as viaturas o mesmo saiu em fuga pulando várias casas, sendo acompanhado a pé pelas equipes e correndo por uma área descampada, próximo ao CDHU, e nessa área ele foi interceptado e entrou em luta corporal com os policiais, lesionando o CB Pm Giuliano.

Com isso, segundo a PM, foi necessário o uso de força física moderada para conter o indivíduo, que acabou dominado e algemado. Em seguida ele foi apresentado na Delegacia de Polícia, onde foi indiciado, preso e em seguida encaminhado para a cadeia pública de Piraju, para aguardar vaga no CDP de Cerqueira César, onde ficará à disposição da Justiça.

Compartilhar

Notícias relacionadas

2 Comentários
mais novo
mais velho mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
V. F. V.
V. F. V.
5 de dezembro de 2016 07:38

Parabéns aos Pms Sgt Junior, Cabo Giuliano e cabo Juliano pelo excelente trabalho. Temos certeza que podemos confiar na Polícia Militar.

G. S
G. S
18 de novembro de 2016 20:42

O idoso em questão agredido na época era meu avô, foi agredido com tamanha violência que quebrou sua perna. Um escória da sociedade faz isso, é condenado a 10 anos, cumpre 4 anos, é libertado e comete outro crime que poderia ter consequências gravíssimas, e sabe o que acontece agora? Ele é preso novamente e a gente o sustenta em mais uma estadia na cadeia.

P.S: A vida na cadeia deve ser boa, pois ele decidiu voltar rápido.