Prefeito de Itaporanga é reeleito presidente do CBH-ALPA

A Câmara Municipal de Paranapanema sediou no último dia 19, a 38ª Reunião Ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Paranapanema – CBH-ALPA. A abertura do evento coube ao presidente, Zé do Nute, refeito de Itaporanga, que em seguida passou a palavra ao prefeito anfitrião Antonio Hiromiti Nakagawa.

A reunião contou com a presença de diversos prefeitos da região, vereadores, representantes de governos municipais, governo estadual e da sociedade civil.

Dentro da programação prevista, Walter Tesch apresentou palestra sobre o Dia Mundial da Água.

Nessa ocasião também falou Maria Sebastiana Cardoso Prioste, Cecé, representante do Escritório Regional da Unidade de Relacionamento com Municípios da 16ª Região Administrativa do Estado – Itapeva, que esclareceu temas importantes sobre os serviços prestados em sua unidade aos municípios da sua área de abragência.

Em seguida em cumprimento da Pauta, ocorreu a Assembléia Geral Ordinária Eleitoral para compor a plenária do CBH – ALPA, com eleição do presidente, vice-presidente e diretor Executivo, além dos membros titulares e suplentes para compor as quatro Câmaras Técnicas do CBH – ALPA para o biênio 2015/2016, que ficou assim constituído o novo Comitê:

Presidente: José Carlos do Nute Rodrigues (Prefeito de Itaporanga)
Vice-presidente: Priscila Silvério Sleutjes (Representante da ASPIPP)
Secretário Executivo: David Ayub (Representante do DAEE de Pirajú)

Os órgãos governamentais (municipais e estados) bem como da sociedade civil também foram eleitos, sendo que os representantes de cada órgão será anunciado em próxima reunião do Comitê.

O secretário Executivo David Ayub informou alterações na Deliberação CBH-ALPAnº 129, de 17/12/2014, sobre as diretrizes e critérios para fins da hierarquização e seleção de Investimentos indicados ao Fehidro, a saber:

– O valor mínimo de apoio do FEHIDRO de R$ 300.000,00aos empreendimentos classificados como “estruturais”, caracterizado por obras e intervenções físicas;

– O valor mínimo de apoio do FEHIDRO de R$ 150.000,00 aos empreendimentos classificados como “não estruturais”, caracterizados por estudos, projetos, pesquisas, programas de capacitação, treinamento ou educação ambiental, comunicação social, etc.

– O valor mínimo de apoio do FEHIDRO de R$ 150.000,00 aos empreendimentos que compreendam projetos, obras e serviços destinados à perfuração de poços profundos.
A data para entrega da documentação pertinente, foi alterada para 15.04.2015.

No final os eleitos presidente Zé do Nute e a vice-presidente Priscila, agradeceram a todos pela confiança depositada neles para a condução do Comitê no biênio 2015/2016.

Compartilhar

Notícias relacionadas