Proposta aumenta Bolsa Família em 50% durante pandemia

Atualmente, valor médio pago a cada família é de aproximadamente R$ 189

Alexandre Frota: em regra, beneficiários não conseguirão complementar a renda durante o período de isolamento social

O Projeto de Lei 1102/20 aumenta em 50% o benefício do programa Bolsa Família enquanto durar a pandemia de Covid-19, declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A proposta, do deputado Alexandre Frota (PSDB-SP), tramita na Câmara dos Deputados.

Segundo Frota, a medida é necessária, pois os beneficiários do programa, em regra, não conseguirão complementar a renda com trabalhos informais. “Nada mais justo que a população mais carente receba um valor pouco superior enquanto as pessoas devem se recolher em casas”, diz.

Benefício

O texto acrescenta a medida à Lei do Bolsa Família. O programa assistencial atende a famílias que vivem em extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais por indivíduo. O benefício médio pago a cada família é de aproximadamente R$ 189.

Recentemente, o governo federal anunciou, entre as medidas de combate ao novo coronavírus, a inclusão de 1,2 milhão de famílias no Bolsa Família, totalizando cerca de 14,2 milhões de famílias atendidas.

Reportagem – Tiago Miranda
Edição – Marcelo Oliveira

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Compartilhar

Notícias relacionadas