Médico que atuou em Itaporanga, Riversul, Itararé e Sengés é procurado da Justiça

 

O médico boliviano Gonzalo Edgar Rojas Borja, de 61 anos, foi condenado pela Justiça do Estado do Paraná, à pena de 09 (nove) anos em prisão de regime fechado, por crime de estupro e atentado violento ao pudor que resultou lesão na vítima.

Dr. Gonzalo atuou no Hospital de Itaporanga-SP e em Riversul-SP em um período anterior ao ano de 2005. Depois mudou-se para Itararé-SP onde ultimamente estava clinicando e atuava também no município de Sengés-PR, onde a denúncia do crime aconteceu e onde foi instaurado inquérito no ano de 2010.

A sentença condenatória e o mandado de prisão contra Gonzalo foram expedidos pelo juiz Marcelo Quentin, de Sengés-PR,  na sexta-feira, 26/08/2016.

Mas fala-se que ele já estava foragido da Justiça Brasileira. Não foi possível contato com o médico e nem com advogado que o representa.
Com isso, o Itaponews está à disposição para publicar manifestações tanto do condenado quanto do advogado dele nessa questão.

Compartilhar

Notícias relacionadas