Vereadora de Itapeva solicita merenda para alunos do Ensino Médio do Bairro Pacova

Requerimento da vereadora Áurea Aparecida Rosa  (PTB) encaminhado ao Prefeito Municipal , solicita informações sobre a viabilidade de fornecimento de merenda  no período noturno, para atender os alunos do ensino médio do Bairro do Pacova.

 
Explicou que recebeu um grupo de alunos, os quais pediram que viabilizasse  junto ao Prefeito Municipal, merenda escolar para os estudantes do ensino médio que freqüentam o período noturno daquela unidade de ensino. Junto ao pedido a vereadora anexou abaixo assinado da comunidade solicitando a benfeitoria. 

Argumentou sobre as dificuldades enfrentadas pela grande maioria dos alunos que trabalham durante o dia estudam à noite e muitas vezes saem do trabalho e vão direto para a escola, sem tomar nenhuma refeição. Esse fator influencia diretamente no desempenho em sala de aula, já que com fome fica muito difícil conseguir prestar atenção nas aulas e muito menos assimilar o conteúdo apresentado. 

Diante da questão e entendendo que se trata de uma reivindicação viável, Áurea solicitou do Executivo, que através da Secretaria de Educação proceda aos estudos necessários, visando atender o pleito da comunidade estudantil fornecendo merenda para os alunos do período noturno daquela unidade escolar.

PONTE DA BARRA – Outro pedido da vereadora refere-se à reconstrução da ponte da Barra. Os moradores das imediações e usuários da mesma pedem providências, pois devido às fortes chuvas a ponte foi destruída, causando inúmeros transtornos.

ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO – Através de requerimento dirigido ao Executivo a vereadora Áurea questionou  o porquê da demora no atendimento no CEO para efetuar tratamento de canal e gengiva.  As pessoas reclamam que chegam a ficar quatro meses na fila de espera para  receber os devidos procedimentos.

Salientou que o Centro de Especialidade Odontológica tem como objetivo ampliar atendimento e melhorar as condições de saúde bucal da população. Com a implantação dessa unidade, qualquer cidadão passaria a ter acesso a tratamento odontológico especializado na rede pública, como: canal, doenças da gengiva, cirurgias, endodontia e ortodontia, entre outras.  (Assessoria de Imprensa da CMI).

 
Compartilhar

Notícias relacionadas